Está aqui

Implantes perigosos: escândalo internacional na área da saúde

Uma nova investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação revelou falhas nos testes relativos aos implantes médicos provando que alguns são altamente prejudiciais à saúde
Foto de John/Flick

Segundo a mais recente investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (CIJI), há uma pressão internacional por parte da indústria da saúde para diminuir controlos e parâmetros de segurança dos testes relativos a implantes.

Após um ano de uma investigação que envolveu uma equipa de mais 250 jornalistas e especialistas de análise de dados em 36 países, a CIJI concluiu que há implantes médicos que “fazem adoecer, mutilam e por vezes matam as próprias pessoas que deveriam ajudar” . A investigação revela igualmente que as autoridades de saúde “falharam em proteger milhões de pacientes” destes implantes que foram mal testados.

Segundo o site do Consórcio, estas investigações desvelam uma “indústria ferozmente competitiva” que se esquiva a legislações internacionais e que usa a sua “formidável influência de lobby para pressionar os reguladores de forma a apressarem aprovações e baixarem padrões de segurança”.

Os chamados "implant files" desdobrar-se-ão nos próximos dias pelos vários órgãos de comunicação social envolvidos nesta investigação mostrando as ramificações mais concretas destas denúncias.

Termos relacionados Sociedade
(...)