Está aqui

Hungria: Candidato único da oposição ganha Câmara de Budapeste

Gergely Karacsony, que era o candidato único da oposição, venceu as municipais de Budapeste, derrotando o candidato do partido de extrema-direita Fidesz, do primeiro-ministro Viktor Orbán. A oposição terá obtido também bons resultados noutras cidades da Hungria.
Gergely Karacsony, o novo presidente da Câma de Budapeste, eleito neste domingo – Foto de Zoltan Balogh/Epa/Lusa
Gergely Karacsony, o novo presidente da Câma de Budapeste, eleito neste domingo – Foto de Zoltan Balogh/Epa/Lusa

Com mais de três quartos dos votos contados, Gergely Karacsony tinha 50,1%, enquanto o anterior presidente do município, Istvan Tarlos, candidato do partido de extrema-direita Fidesz, tinha 44,8% dos votos. Istvan Tarlos, de 71 anos, era presidente há nove anos, enquanto o novo presidente tem 44 anos e dirigia um distrito da capital.

O partido de extrema-direita no poder, Fidesz, também pode perder as eleições noutras cidades húngaras, onde a oposição também apresentou uma candidatura única.

Gergely Karacsony é licenciado em Ciência Política e professor na Universidade Corvinus de Budapeste. Karacsony participou na formação do partido LMP (Política pode ser diferente – membro do Partido Verde Europeu) em 2009, nas eleições parlamentares de 2010 foi eleito deputado e tornou-se. em maio de 2010, líder parlamentar do partido. Em janeiro de 2013, o congresso do LMP recusou fazer alianças com outros partidos da oposição e Karacsony, juntamente com outros dirigentes, abandonou o LMP.

Nesse processo, Karacsony passou a integrar o“Diálogo para a Hungria” (também filiado no Partido Verde Europeu) e, em 2014, foi eleito co-presidente, juntamente com Tímea Szabo.

Nestas eleições autárquicas, todos os partidos da oposição ao Fidesz apoiaram a candidatura de Gergely Karacsony, à exceção do partido de extrema-direita Jobbik, que não apoiou mas também não apresentou candidatura.

Termos relacionados Internacional
(...)