Está aqui

Hong-Kong: Centenas de milhares protestam contra o governo

Pela sétima semana consecutiva, meio milhão de pessoas, segundo os organizadores, manifestam-de contra as emendas à lei da extradição, já suspensas, e exigem a demissão do governo de Carrie Lam e um inquérito independente à repressão policial.
Marcha contra o governo de Carrie Lam em Hong-Kong, convocada pela Frente Cívica de Direitos Humanos, 21 de julho de 2019 – Foto de Jerome Favre/Epa/Lusa
Marcha contra o governo de Carrie Lam em Hong-Kong, convocada pela Frente Cívica de Direitos Humanos, 21 de julho de 2019 – Foto de Jerome Favre/Epa/Lusa

A manifestação é convocada pela Frente Cívica de Direitos Humanos, que envolve 15 organizações não-governamentais e movimentos políticos. Esta Frente foi a organizadora das marchas de 9 e 16 de junho, que juntaram cerca de um milhão e de dois milhões de pessoas, respetivamente, de acordo com os organizadores.

Segundo a Lusa, a marcha teve início às 15:30 (8:30 em Lisboa), no parque Vitória, e terminará no parque infantil de Southorn, em Wan Chai. O percurso da manifestação foi reduzido por exigência da polícia, que invocou razões de segurança, depois dos organizadores terem perdido um recurso.

As grandes manifestações em Hong-Kong começaram em 9 de junho, em protesto contra a lei de extradição para a China, que foi proposta pelo governo de Carrie Lam e têm-se multiplicado há sete semanas consecutivas.

O governo de Hong-Kong chegou a usar a repressão da polícia contra os manifestantes com balas de borracha, gás pimenta e gás lacrimogéneo, nomeadamente a 12 de junho e 1 de julho, mas não conseguiu travar os protestos. Os manifestantes chegaram mesmo a invadir o parlamento a 1 de julho.

O governo também recuou, suspendendo a lei da extradição e d clarando mesmo que ela “está morta”, sem nunca a retirar definitivamente. Porém, os protestos viraram-se então contra o próprio governo, chefiado por Carrie Lam, e os manifestantes exigem um inquérito independente à repressão policial e a demissão da líder do executivo.

Termos relacionados Protestos em Hong Kong, Internacional
(...)