Está aqui

"Há 20 anos que as obras são consecutivamente prometidas e adiadas"

A deputada bloquista Maria Manuel Rola visitou o bairro social de Darque, Viana do Castelo, que tem “tem cerca de 35 anos e 20 de promessas de obras”. A deputada vai questionar o Governo sobre as obras de qualificação.
A deputada bloquista Maria Manuel Rola visitou o bairrou social de Darque, Viana do Castelo, acompanhada pelo deputado municipal bloquista Jorge Teixeira
A deputada bloquista Maria Manuel Rola visitou o bairrou social de Darque, Viana do Castelo, acompanhada pelo deputado municipal bloquista Jorge Teixeira

A deputada do Bloco de Esquerda Maria Manuel Rola visitou nesta segunda-feira o bairro social de Darque, Viana do Castelo. No final da visita, a deputada disse à Lusa:

"Vamos questionar o Ministério do Ambiente, a secretária de Estado da Habitação e o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) relativamente ao adiamento sucessivo destas obras e à sua urgência".

A deputada salientou que "há 20 anos que as obras são consecutivamente prometidas e adiadas", explicou que a sua visita foi feita “a pedido dos moradores” para verificar que as "condições de habitabilidade são indignas" e defendeu que "o Estado tem de fazer o seu papel e reabilitar os seus espaços".

"Nós propusemos no Orçamento de Estado que o orçamento do IHRU aumentasse, em pelo menos, 30 milhões de euros para garantir que se façam estas e outras obras que tem vindo a ser adiadas sucessivamente de forma a garantir dignidade a quem já vive quer que os fogos vazios são utilizados na garantia à habitação pública", sublinhou a deputada.

Na visita, o deputado municipal do Bloco de Esquerda em Viana do Castelo, Jorge Teixeira, salientou que, "além da questão da propriedade das casas e do adiar das obras, há uma forte necessidade de intervenção social", atribuindo à Câmaras "um papel fundamental no sentido de pressionar o Governo".

"A Câmara tem tido pouca sensibilidade para este assunto. Aqui perto temos um outro bairro, de lata, com outra comunidade cigana, em condições ainda mais infra-humanas do que estas. Quer a Câmara quer a Junta de Darque, cuja sede é no meio deste bairro, nunca mostraram grande sensibilidade para com esta comunidade", sublinhou Jorge Teixeira.

Na sua página no facebook, Maria Manuel Rola denuncia “a negligência do IHRU e dos vários governos nas últimas décadas criaram condições indignas e problemas de saúde a estas pessoas” e aponta: “a dívida destas pessoas é com a sua vida e com a sua saúde. É a essa dívida que queremos responder, numa lei de bases que assuma de uma vez por todas o papel fulcral e central do Estado na resolução aos problemas da habitação e habitat”.

 

(...)