Está aqui

Greve no CCB contra o uso abusivo do trabalho extraordinário

O CENA, Sindicato dos Trabalhadores de Espetáculos, do Audiovisual e dos Músicos, marcou para hoje o início de uma greve por tempo indeterminado dos técnicos do Centro Cultural de Belém ao trabalho extraordinário.
Greve no CCB contra o uso abusivo do trabalho extraordinário

Tem hoje início uma greve dos técnicos do Centro Cultural de Belém (CCB) ao trabalho extraordinário. A greve é convocada pelo CENA - Sindicato dos Trabalhadores de Espetáculos, do Audiovisual e dos Músicos e irá decorrer por tempo indeterminado. Os trabalhadores farão hoje uma ação de distribuição de informação ao público de forma a sensibilizá-los para as reivindicações dos trabalhadores.

Os trabalhadores manifestam-se contra aquilo que consideram ser uma “utilização abusiva” do trabalho suplementar, tendo inclusive “intentado uma ação em tribunal contra a FCCB (Fundação Centro Cultural de Belém)”. 

Em comunicado divulgado pelo sindicato pode-se ler que os trabalhadores decidiram “avançar para esta forma de luta numa demonstração clara de unidade e de que não é possível continuar a permitir que toda a atividade regular da FCCB se baseie em trabalho suplementar”.

O CENA considera que "é essencial avançar para um cenário laboral em que o trabalho suplementar sirva para suprir necessidades imprescindíveis e imponderáveis que possam surgir”. No caso do CCB, o sindicato considera que, "tendo em conta a programação bastante preenchida e exigente desta casa, é necessário adequar os recursos humanos ao crescente e intenso ritmo de trabalho”.

O sindicato defende “o respeito pelos tempos de descanso dos trabalhadores, a sua vida pessoal e familiar e ter em conta que boa parte do seu trabalho exige um enorme esforço físico devido a longas jornadas de trabalho, horários extremamente irregulares e períodos de descanso reduzidos, pondo em causa a sua segurança e integridade física".

Termos relacionados Cultura
(...)