Está aqui

Greve na Petrogal a partir de 17 de dezembro

Perante a inação da administração da Petrogal, do Grupo Galp Energia, os trabalhadores prosseguem e intensificam a luta para garantir a contratação coletiva e manter os direitos laborais e sociais.

De acordo com um comunicado publicado na página de internet da FIEQUIMETAL – Federação Intersindical das Indústrias Metalúrgicas, Química, Farmacêutica, eléctrica, Energia e Minas, depois da 11.ª reunião da comissão sindical negociadora, composta por esta Federação e pelo Sicop-Sindicato da Indústria e Comércio Petrolífero, com a administração da Petrogal, do Grupo Galp Energia, “foi decidido dar seguimento à decisão dos trabalhadores e marcar greves, com início a 17 de dezembro”.

“Nos plenários realizados nos vários locais de trabalho, na segunda quinzena de Outubro, ficou claramente expressa a vontade de prosseguir e intensificar a luta, para garantir a contratação coletiva e manter os direitos laborais e sociais”, escreve a FIEQUIMETAL.

Os trabalhadores pretendem, desta forma, parar a ofensiva da Administração contra a contratação coletiva e os direitos sociais e melhorar os salários e a distribuição da riqueza produzida pelos trabalhadores.

Em causa está ainda a eliminação de direitos específicos dos trabalhadores de turnos e a desregulação e o aumento dos horários, incluindo o famigerado “banco de horas”, que visa pôr os trabalhadores a trabalhar mais por menos salário.

Este protesto visa ainda a defesa dos regimes de reformas, de saúde e outros benefícios sociais, alcançados com muita luta, ao longo de muitos anos de trabalho e de riqueza produzida.

A paralisação abrangerá a Refinaria do Porto, no Terminal de Leixões e nos parques de Viana do Castelo,  Perafita, Boa Nova e Real das 6h do dia 17 de dezembro às 6 do dia 24 de dezembro de 2018 e das 6h do dia 2 de janeiro às 6h do dia 14 de janeiro de 2019.

Na Refinaria de Sines, no Terminal de Sines e no Parque de Sines, a greve terá efeitos das 0h do dia 17 de dezembro às 24h do dia 23 de dezembro de 2018 e das 0h do dia 2 de janeiro às 24h do dia 13 de janeiro de 2019.

Já nas instalações da Petrogal na área de Lisboa os trabalhadores irão fazer greve das 14h às 18h dos dias 17, 18, 19, 20 e 21 de dezembro de 2018 e das 14h às 18h dos dias 7, 8, 9, 10 e 11 de janeiro de 2019.

Para as 12 horas antes e as 12 horas depois de cada período de greve está declarada greve a todo o trabalho suplementar.  

Termos relacionados Sociedade
(...)