Está aqui

Greve dos trabalhadores do grupo EVA nesta sexta-feira

A principal reivindicação destes trabalhadores é equiparação de salários entre empresas do mesmo grupo. A 14 de junho, Catarina Martins acusou: “Este caso é gritante: é um grupo económico que tem várias empresas e o que faz é pôr as várias empresas a competir para ver quem paga menos”.
Trabalhadores do grupo EVA fazem greve de 24 h e concentram-se junto à AR - foto wikipedia (Por Edward the Confessor - Obra do próprio, CC BY-SA 4.0)
Trabalhadores do grupo EVA fazem greve de 24 h e concentram-se junto à AR - foto wikipedia (Por Edward the Confessor - Obra do próprio, CC BY-SA 4.0)

O Grupo EVA inclui as empresas EVA, Frota Azul, Próximo, Translagos e Mundial Turismo SA e pertence ao Grupo Barraqueiro.

A principal reivindicação dos trabalhadores é a igualdade salarial dentro do mesmo grupo. Já fizeram vários protestos, incluindo greve e concentrações.

Em comunicado, o STRUP- Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários e Urbanos de Portugal, refere que as negociações com a associação patronal (Antrop) não teve efeito e, por isso, farão greve de 24h nesta sexta-feira, 6 de julho, entre as zero horas e as 24h. Irão também manifestar-se em frente à Assembleia da República, pelas 10 h.

Na concentração em Faro no passado 14 de junho, a coordenadora do Bloco de Esquerda destacou:

“É preciso ter consciência que o que está aqui a passar é um ataque aos motoristas mas é também um problema para a segurança dos passageiros e para todo o país. Temos aqui pessoas que não chegam a levar 600 euros para casa e trabalham 11 horas seguidas”.

Termos relacionados Sociedade
(...)