Está aqui

Grenoble tira publicidade das ruas

Com o objetivo de "libertar o espaço público", a cidade francesa de Grenoble vai retirar mais de 300 painéis de publicidade comercial, substituindo-os por árvores.
Uma praça de Grenoble, antes e depois de retirado o painel publicitário adjudicado à JC Decaux

Numa iniciativa inédita nas grandes cidades europeias, a gestão municipal liderada pelos ecologistas decidiu não renovar o atual contrato com a multinacional JC Decaux para a publicidade em 326 painéis. Ao todo são cerca de 2.000 metros quadrados de publicidade comercial que irão desaparecer da cidade. A medida não abrange os painéis privados de publicidade nem a publicidade nos transportes públicos, cujo contrato com a mesma empresa só termina em 2019.

Para promover a divulgação pública não-comercial, a autarquia de Grenoble pretende alterar a regulamentação e promover novos painéis destinados a anúncios das  associações locais e culturais, de cultura "comercial" - espetáculos pagos - e de expressão de opinião política, sindical e cidadã.

"Esta política inscreve-se nesta perspetiva histórica de reconquista da cidade pelos e para os habitantes e os atores que contribuem para a sua vitalidade (economia, cultura, associações, desportos, educação, etc) e para fazer uma cidade onde se viva bem em cada bairro", explica o comunicado da autarquia que explica como será implementada a medida. 

Para promover a divulgação pública não-comercial, a autarquia de Grenoble pretende alterar a regulamentação e promover novos painéis destinados a anúncios das  associações locais e culturais, de cultura "comercial" - espetáculos pagos - e de expressão de opinião política, sindical e cidadã.

Como seria de esperar, a medida foi recebida com fortes críticas do setor publicitário. Jacques Séguéla, um dos nomes de referência da publicidade francesa, diz que é uma decisão "criminosa" que irá "assassinar o pequeno comércio". A estas críticas a autarquia responde só as grandes empresas investem em ações publicitárias de grande dimensão e que sempre protegeu o pequeno comércio, por exemplo ao travar a instalação de novas grandes superfícies na cidade.

Termos relacionados Cultura
(...)