"Governo só reduziu impostos sobre os lucros das grandes empresas"

21 de setembro 2014 - 20:31

"Se por cada dez vezes que o Governo anuncia a baixa de impostos, os impostos tivessem baixado pelo menos uma vez, já estaríamos bastante melhor do que o que estamos” afirmou também Catarina Martins. Sobre o caso Tecnoforma, a coordenadora do Bloco disse que é “estranho que o primeiro-ministro não se lembre se enquanto era deputado recebeu ou não cinco mil euros por mês de uma empresa privada”.

PARTILHAR
“Achamos estranho que o senhor primeiro-ministro não se lembre se enquanto era deputado recebeu ou não cinco mil euros por mês de uma empresa privada”, afirmou Catarina Martins - Foto de Mário Cruz/Lusa

Questionada pelos jornalistas sobre uma possível baixa de impostos, que hipoteticamente o governo estaria a debater, a coordenadora do Bloco de Esquerda afirmou: “Se por cada dez vezes que o Governo anuncia a baixa de impostos, os impostos tivessem baixado pelo menos uma vez, já estaríamos bastante melhor do que o que estamos. (...) Os únicos que tiveram baixa de impostos até agora foram os lucros das grandes empresas com a baixa do IRC”.

Questionada sobre o caso Tecnoforma, Catarina Martins afirmou: “Quem abordou a necessidade de explicações foi o próprio primeiro-ministro, quando sentiu a necessidade de dizer que as afirmações deviam ser esclarecidas pela Assembleia da República (AR). Ficámos então a saber que o primeiro-ministro considera que as notícias são graves e devem ser esclarecidas”.

Referindo que a AR deverá esclarecer o que for da sua competência, a deputada disse que “o que ninguém com certeza compreende é que o primeiro-ministro acha que há algo que deve ser esclarecido, e lhe diz respeito, e não seja ele o primeiro a esclarecer”.

A coordenadora do Bloco de Esquerda realçou ainda:

“Achamos estranho que o senhor primeiro-ministro não se lembre se enquanto era deputado recebeu ou não cinco mil euros por mês de uma empresa privada”.