Está aqui

Governo gasta mais 5 milhões de euros em material anti-motim

O Governo decidiu comprar carros blindados, entre outro material, com o pretexto da realização da cimeira da NATO em Lisboa. Associações de profissionais da GNR contestam a compra, Bloco questiona o Governo.
Carro blindado anti-motim - Governo vai gastar cinco milhões em material para a PSP, apesar de a GNR ter blindados que não estão a ser utilizados

Há dois dias foi anunciado que o Ministério da Administração Interna (MAI) tinha autorizado a PSP a comprar material, nomeadamente seis carros blindados anti-motim norte-americanos, para ser usado na segurança da próxima cimeira da NATO, que se realiza em Lisboa a 19 e 20 de Novembro.

Esse material será adquirido por ajuste directo, sem concurso público, e que os cinco milhões necessários para essas compras provirão de dinheiro não gasto pelo Governo Civil de Lisboa em 2009.

Duas associações de profissionais da GNR -a ANOG (Associação Nacional de Oficiais da Guarda) e a APG (Associação de Profissionais da Guarda) – contestaram esta compra, pelo facto da GNR ter veículos blindados que não estão a ser usados.

José Dias , presidente da direcção da ANOG, disse ao Jornal de Notícias que estava “incrédulo” com adecisão do executivo e questionou:

“É uma despesa que não se justifica. Se a Guarda tem meios disponíveis, porque é que o Estado vai gastar esta verba numa altura de aperto das finanças públicas?”

O presidente da ANOG defendeu que “o mais elementar seria esgotar as capacidades de todas as forças e serviços de segurança para esta cimeira e poupar o país e os cidadãos a mais um pesado encargo”. José Dias referiu ainda que a GNR tem cerca de 20 veículos anti-motim, comprados para as missões no Iraque, e que só metade estão a ser utilizados nas missões em Timor e na Bósnia.

A deputada Helena Pinto perguntou ao Governo, através do MAI: “Porque é que o Governo vai adquirir novos veículos blindados, quando existem veículos com as mesmas características na GNR? Qual a justificação para esta despesa de város milhões de euros?” (aceda ao texto integral da pergunta)

Termos relacionados Política
Comentários (1)