Está aqui

Festival Informal de Ópera em Braga

No dia 18 de setembro, decorre em Braga a primeira edição do Festival Informal de Ópera (FIO). Quatro espaços vão receber em estreia quatro óperas cantadas em português, concebidas para esta iniciativa.
Museu dos Biscainhos é um dos quatro espaços onde decorre o FIO. Fotografia: DRCN

O GNRation, o Museu Nogueira da Silva, o Salão Medieval da Reitoria da Universidade do Minho e o Museu dos Biscainhos são os quatro locais que irão receber as quatro óperas que integram a programação do FIO. Estas peças foram concebidas propositadamente para os locais onde vão ser apresentadas. O FIO conta com a participação dos solistas Ana Maria Pinto, Nataliya Stepanska, Tiago Matos e Miguel Maduro Dias e do maestro Jan Wierzba.

Na sala blackbox, do GNRation, vai estar “In(opeRA)vel”, uma obra com música de Sara Ross, texto de Tiago Schwäbl e encenação de Joana Providência.

No Museu Nogueira da Silva vai ser possível ver “Concilio Celeste”, com música de Fátima Ponte, texto de Patrícia Portela - que também co-encena - com Sónia Baptista.

O Salão Medieval da Reitoria da Universidade do Minho recebe “Oráculos e Ladainhas”, uma obra musicada por Sofia Rocha, com texto de Tiago Schwäbl e encenação de Flora Détraz.

No Museu dos Biscainhos estará “Maria Angola”, com autoria musical de Francisco Fontes, texto de Marta Pais de Oliveira e encenação de Daniela Cruz.

Termos relacionados Cultura
(...)