Está aqui

Fernando Pinho: “Os setubalenses e Setúbal têm sido abandonados”

O candidato do Bloco afirmou que o concelho “tem perdido protagonismo tanto a nível distrital como nacional”. Fernando Pinho quer uma rede de transportes públicos que sirva efetivamente os setubalenses e os azeitonenses e que a água “volte à esfera pública o mais rápido possível”.
Fernando Pinho, cabeça de lista do Bloco à Câmara Municipal de Setúbal.

Durante o debate na RTP3 entre os candidatos à Câmara Municipal de Setúbal, Fernando Pinho destacou que, “nestes últimos 40 anos em que a Câmara tem sido governada quer pela CDU quer pelo PS, os setubalenses e Setúbal têm sido um bocado abandonados”.

O candidato assinalou que Setúbal não se tem assumido “como capital de distrito, tem perdido valências e protagonismo tanto a nível distrital como nacional”.

Sobre a gestão autárquica da CDU, reconheceu que foram registadas melhorias no concelho, mas o “embelezamento do centro da cidade” não tem acontecido em todos os lugares, lembrando a situação das periferias e a existência de zonas sem saneamento básico. Ainda “há muito por fazer”, destacou.

Fernando Pinho apontou que Setúbal “continua mais longe de tudo e de todos” devido ao abandono do concelho, “pelas medidas que têm vindo a tomar, ou não as tomando”. por parte do poder central encabeçado pelo PS, PSD e CDS, Neste contexto, o candidato considera que a autarquia comunista “não foi capaz de bater o pé suficientemente” para reverter esta situação.

“É fundamental que Setúbal seja capaz de atrair agentes económicos, empresas. É preciso emprego que traga valor acrescentado do ponto de vista das tecnologias, respeite o ambiente e que dignifique o trabalho”, nomeadamente no que respeita a “remunerações justas”, defendeu o candidato.

Fernando Pinho quer “uma rede de transportes em Setúbal e nas periferias que sirva efetivamente os setubalenses e os azeitonenses”

Num momento em que “as questões climáticas ameaçam de uma forma galopante o planeta”, é preciso “que os transportes públicos assumam outro protagonismo”, frisou. Bem como é necessário “ter a coragem” para iniciar um caminho no sentido da gratuitidade dos transportes públicos, começando com os desempregados, jovens e reformados.

O candidato do Bloco fez ainda referência à “atitude infeliz do PS que resultou num mau serviço aos setubalenses, com a privatização da água”. Fernando Pinho quer que a água “volte à esfera pública o mais rápido possível”.

“E não sei por que é que ainda não voltou, visto que a própria empresa deve à autarquia valores avultados”, apontou.

O Bloco quer também ver aplicada a tarifa social da água que possibilite às pessoas mais fragilizadas aceder “a tarifas que não as penalizem tanto”.

Por fim, o candidato falou sobre o desinvestimento em Saúde no concelho e as responsabilidades do Governo PS, recordando que o PSD, no tempo da troika, foi “quem mais desinvestiu na área da saúde”.

Um exemplo é a área da obstetrícia e ginecologia, que enfrenta sérios desafios com a passagem à reforma de cinco médicos desta área em 2022, revelou Fernando Pinho.

Termos relacionados Autárquicas 2021, Política
(...)