Está aqui

Fenprof lança pré-aviso para a greve climática

A greve climática acontece esta sexta-feira e a maior federação sindical de professores do país decidiu juntar-se. Para “exigir ao Governo e à comunidade internacional políticas ambientalmente sustentáveis” e “protestar contra quem coloca a exploração e o lucro acima das pessoas e do futuro do planeta”.
Greve estudantil climática internacional: manifestação em Lisboa. Março 2019.
Greve estudantil climática internacional: manifestação em Lisboa. Março 2019. Foto de Paula Nunes.

Estudantil mas não só. A terceira greve climática, que decorrerá na próxima sexta-feira, soma cada vez mais convocatórias. Para já são 25 as cidades portuguesas com eventos marcados. Para além dos estudantes, este evento global começa a juntar também os sindicatos.

Lá fora, os trabalhadores da Google, Amazon e Facebook foram dos primeiros a declarar-se a favor do movimento. Depois, a maior confederação sindical do mundo juntou-se-lhes. E há já muitos outros sindicatos de vários países a seguir o mesmo caminho.

Agora, em Portugal, é a maior federação sindical de professores do país a fazer o mesmo. No pré-aviso enviado às entidades oficiais, a Fenprof justifica a necessidade da greve dizendo que “as questões climáticas e ambientais também estão na primeira linha das preocupações dos professores”. Por isso, “os docentes portugueses não se alheiam das iniciativas destinadas a denunciar a grave situação que se vive hoje no mundo e a exigir medidas concretas por parte da comunidade internacional e do seu próprio governo, que possam travar a caminhada descontrolada a que se assiste”.

A estrutura sindical quer, portanto, “exigir ao Governo e à comunidade internacional políticas ambientalmente sustentáveis” e “protestar contra quem coloca a exploração e o lucro acima das pessoas e do futuro do planeta”.

Assim, a greve foi convocada para que investigadores e docentes possam participar nos protestos pelo clima que vão acontecer nesse dia.

Termos relacionados Greve climática estudantil, Ambiente
(...)