Está aqui

Estudo reforça conclusão que transição trans não é feita por “contágio social”

Os jovens trans são mais vítimas de bullying e têm mais probabilidade de tentarem o suicídio do que jovens cisgénero. A ideia de que há jovens que fazem a transição de género por moda ou para serem mais populares é desmentida na investigação publicada na Academia Americana de Pediatria.
Bandeiras trans. Foto de Ted Eytan/ Flickr.
Bandeiras trans. Foto de Ted Eytan/ Flickr.

A narrativa conservadora é conhecida. Os jovens trans estariam a ser “pressionados” pelos pares, a sucumbirem a uma “moda” ou a sofreram uma forma de “contágio social” para fazer a transição de género. O estudo Sex Assigned at Birth Ratio Among Transgender and Gender Diverse Adolescents in the United States, publicado pela Academia Americana de Pediatria, desmente essa narrativa.

Entre 2017 e 2019, a investigação recolheu dados de perto de 200 mil jovens entre os 12 e os 18 anos de 16 estados norte-americanos, concluindo que a percentagem de jovens trans nesta amostra se reduziu de 2,4% para 1,6%.

A análise revela que as pessoas trans jovens têm mais probabilidade “de serem vítimas de bullying e de tentarem suicídio quando comparados com jovens cisgénero (pessoas que se identificam com o género atribuído à nascença)”. As taxas de bullying são mais altas ainda nos jovens trans do que noutras “minorias” sexuais.

As elevadas taxas de bullying que estes jovens sofrem são “inconsistentes com a ideia de que os jovens estão a assumir-se como trans para evitar o estigma associado à pertença a um grupo sexual minoritário ou porque acreditam que assumirem-se como trans os vai tornar mais populares junto dos pares — ambas as explicações têm sido difundidas nos media”.

Por outro lado, antes de fazerem a transição, uma “percentagem substancial” identificavam-se como gay, lésbica ou bissexual, o que também contradiz essa ideia de que afirmarem-se como trans poderia fazer parte de uma “tentativa de evitar o estigma associado às minorias sexuais”.

Termos relacionados Internacional
(...)