Está aqui

Estamos a caminho da pior recessão de que há registo?

O Banco de Portugal publicou o boletim económico de março e os cenários são tudo menos animadores: Portugal pode estar à beira da pior recessão pelo menos desde 1960, o ano em que que começaram a ser feitos estes registos.
Banco de Portugal
Foto Paulete Matos

As primeiras previsões do Banco de Portugal são tudo menos animadoras: a instituição prevê que o PIB caia entre 3,7%, no cenário base, e 5,7%, no cenário pessimista. No boletim económico de março, lê-se que “A pandemia corresponde a um choque económico adverso com efeitos muito significativos e potencialmente prolongados no tempo.”

A Visão fez um apanhado das principais tendências, sendo que o desemprego chegará aos dois dígitos em ambos os cenários. No cenário base, a contração prevista do PIB é de 3,7% e prevê-se uma taxa de desemprego de 10,1% em 2020.

Cenário base das previsões do BdP

Cenário base das previsões do BdP

Já no cenário pessimista, a contração do produto é de 5,7%, sendo que a taxa de desemprego dispara para 11,7% já este ano. Os números impressionam: para se ter uma ideia da dimensão da crise, a maior contração do PIB registada no país foi de 5,1% em 1975 (os registos remontam a 1960). A Visão lembra que mesmo em 2012, no auge da última crise, a quebra foi de 4,1%.

Cenário pessimista das previsões do BdP

Cenário pessimista das previsões do BdP

Os economistas do BdP sublinham que o cenário mais destrutivo pode mesmo vir a acontecer. No Diário de Notícias, dá-se conta de que este cenário implicaria uma queda de 5,2% no emprego, 4,8% no consumo privado, bem como um colapso de 14,9% no investimento.

A economia portuguesa é particularmente vulnerável a um choque desta natureza, devido ao peso que o turismo tem na riqueza produzida (representava 13,7% do PIB em 2017, de acordo com o INE). A paralisação parcial ou completa dos setores do alojamento, hotelaria, restauração e viagens implica um golpe significativo para a economia. Além disso, as exportações deverão ser afetadas devido à recessão global que se prevê. O FMI prevê uma recessão “tão má ou pior” do que a que se seguiu ao crash financeiro de 2007-08. Esperam-se tempos turbulentos para a economia mundial.

Termos relacionados #CriseGlobal, Sociedade
(...)