Está aqui

Enfermeiros podem fazer seis dias de greve em outubro

Os sindicatos dos enfermeiros convocarão seis dias de greve para outubro, se o governo não responder às suas reivindicações até ao próximo dia 4. A greve de dois dias teve adesão superior a 80%, segundo o sindicato dos enfermeiros portugueses (SEP).
Enfermeiros podem paralisar seis dias em outubro e realizar manifestação - Foto de Paulete Matos (arquivo)
Enfermeiros podem paralisar seis dias em outubro e realizar manifestação - Foto de Paulete Matos (arquivo)

A greve de dois dias que enfermeiros e enfermeiras realizaram a 20 e 21 de setembro, teve uma elevada adesão, 80,4% segundo o SEP.

No final do protesto, Guadalupe Simões do SEP anunciou que o pessoas de enfermagem poderá avançar para uma greve de seis dias em outubro e também para uma manifestação, caso o governo não apresente "uma nova proposta, como uma evolução de posição que vá ao encontro das reivindicações", até dia 4 de outubro.

Os seis dias de greve, a concretizarem-se, serão nos dias 10, 11, 16, 17, 18 e 19 de outubro.

"Queremos uma proposta que esteja de acordo com o compromisso [assumido pelo governo] no processo negocial do ano passado, a valorização e dignificação da carreira, valorização de remunerações e valorização de especialistas e enfermeiros chefes", frisou Guadalupe Simões, segundo a Lusa.

Nesta quinta-feira, cerca de uma centena de enfermeiras e enfermeiros fizeram uma vigília no Terreiro do Paço, em Lisboa, onde manifestaram o seu protesto, erguendo cartazes com palavras de ordem como “a justiça é um direito dos enfermeiros. Basta de governos indignos” e “não sou lixo”.

A greve de dois dias foi convocada por todos os sindicatos de enfermeiros: SEP, Sindicato Independente dos Profissionais de Enfermagem, Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal, Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros e SERAM (Sindicato dos Enfermeiros da Região Autónoma da Madeira).

Termos relacionados Sociedade
(...)