Está aqui

Enfermeiros: Carta aberta pede “soluções” em vez de “clivagens”

Uma carta aberta subscrita por 120 enfermeiros e personalidades da cultura defende que se fortaleça o SNS, se corrijam as injustiças nas carreiras e se evitem “iniciativas que viram a população contra os profissionais de saúde”.
Foto de Paulete Matos.

Sob o título “Construir mais SNS. Com todos e para todos”, um grupo de 120 subscritores, na maioria enfermeiros, lançaram uma carta aberta onde exprimem a sua “preocupação” pela “instalação de um clima que em nada beneficia o SNS, os profissionais ou os utentes”. Para os promotores desta carta — que está aberta à subscrição pública —, a prioridade neste momento passa por não permitir que a discussão “se perca em questões estéreis que acentuam a clivagem entre profissões ou em iniciativas que viram a população contra os profissionais de saúde”.

Defendendo que os enfermeiros “têm o direito de ver o seu trabalho devidamente reconhecido”, os subscritores dizem que “é preciso garantir a adequada valorização das suas competências, a carreira e as progressões, o tratamento igual entre profissionais com diferentes vínculos e proceder à contratação de mais enfermeiros”, acrescentando que é urgente “encontrar soluções que garantam a correção de injustiças relativas e a prevenção de novas injustiças”.

Contudo, no centro da discussão deve estar sempre o fortalecimento do SNS enquanto “garante do direito fundamental da proteção da saúde a todas as pessoas, sem exceção” e assim evitar um sistema que atire “para o privado os que têm capacidade de pagar, e do privado para o público quem deixa de ter essa capacidade”.


Leia aqui a carta aberta:

Construir mais SNS. Com todos e para todos

O Serviço Nacional de Saúde é o garante do direito fundamental da proteção da saúde a todas as pessoas, sem exceção. O SNS deve ser forte e soberano, não funcionando em SOS, atirando para o privado os que têm capacidade de pagar, e do privado para o público quem deixa de ter essa capacidade.
 
O SNS existe para os cidadãos, mas não conseguiria existir sem os seus profissionais, os quais se constituem como pilares fundamentais do mesmo, tendo-o defendido em todos os períodos difíceis que o país atravessou.
 
As profissões que suportam o SNS foram bastante fustigadas durante os anos da troika com a perda de rendimentos, com uma consequente debandada de profissionais para o estrangeiro e com uma excessiva carga de trabalho por falta de recursos.
 
Apesar de alguns direitos terem avançado nos últimos 3 anos, a degradação das condições de trabalho está na base do descontentamento de muitos profissionais, nomeadamente dos enfermeiros.
 
Os enfermeiros têm o direito de ver o seu trabalho devidamente reconhecido. É preciso garantir a adequada valorização das suas competências, a carreira e as progressões, o tratamento igual entre profissionais com diferentes vínculos e proceder à contratação de mais enfermeiros.
 
Consideramos ser urgente encontrar soluções que garantam a correção de injustiças relativas e a prevenção de novas injustiças.
 
É imperativo ir ao encontro das necessidades dos cidadãos e do SNS, recentrando a discussão, sem permitir que se perca em questões estéreis que acentuam a clivagem entre profissões ou em iniciativas que viram a população contra os profissionais de saúde.
 
Os signatários da presente carta são defensores de um SNS mais forte e com mais qualidade. São defensores dos seus profissionais e da valorização das suas funções, mas veem com preocupação a instalação de um clima que em nada beneficia o SNS, os profissionais ou os utentes.

PRIMEIROS SUBSCRITORES
Adriana Lopera - Enfermeira
Ana Benavente - Professora Universitária
Ana Escoval - Administradora Hospitalar
Ana Jorge - Médica pediatra
Ana Loff - Enfermeira
Ana Branquinho da Silva - Enfermeira
Ana Matos Pires - Médica Psiquiatra
Ana Paula Costa - TSDT
Ana Isabel Fialho - TSDT
Ana Saraiva Cavaleiro Alves de Brito - Enfermeira e Ex-autarca
Ana Sofia Cassiano – Enfermeira
André Barata - Professor Universitário
André Beja - Enfermeiro e Investigador de Políticas de Saúde
António Avelãs - Professor
António Carlos Santos - Professor
António Faria Vaz - Médico
António Mendes – Auxiliar de Ação Médica
António Rodrigues - Médico de Família
Aranda da Silva - Farmacêutico
Armanda do Carmo Antunes - Enfermeira
Artur Beja - Enfermeiro
Bruno Maia - Médico
Bruno Carapinha - Investigador
Bruno Morais - Técnico de Emergência Pré-Hospitalar
Bruno Noronha Gomes - Enfermeiro
Carla Cristino - Enfermeira do INEM
Carlos Pereira Martins - Economista
Carvalho da Silva - Sociólogo e Investigador
Célia Rodrigues - Fisioterapeuta
Cipriano Justo - Médico de Saúde Pública  
Constantino Sakellarides - Médico e Investigador
Diana Pereira - Enfermeira
Duarte Leal - Enfermeiro
Dulce Ferreira - Enfermeira
Edite Spencer – Médica
Elsa Teixeira - Enfermeira
Fátima Marras - Enfermeira
Fátima Prior - Enfermeira
Fernanda Parafitas – Enfermeira
Fernando Rosas - Historiador
Flora Silva - Animadora Social
Francisco Alves - Membro do Conselho Nacional da CGTP
Gonçalo Alves - Enfermeiro
Graça Eliseu - Enfermeira
Graça Quaresma - Enfermeira e Professora
Guida Ascensão – Psicóloga
Gustavo Ambrósio - Empresário  
Henrique Botelho - Médico
Isabel do Carmo - Médica
Isabel Landeiro - Enfermeira
Jacinto Lucas Pires - Escritor
Jaime Mendes - Médico
Joana Dias - Enfermeira
Joana Pires - Enfermeira
João Chaveiro – TSDT
João Lavinha - Ex-Presidente do Instituto Ricardo Jorge
Jorge João Rodrigues - Médico e Presidente da USF-AN
Joaquim Lopes - Enfermeiro e Professor
Jorge Espírito Santo - Médico Oncologista
José Carlos Rodrigues Gomes - Professor de Enfermagem
José Carlos Santos - Professor de Enfermagem
José João Santos Fernandes - Enfermeiro
José Manuel Boavida - Médico
José Maria Castro Caldas - Investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra
José Pedro Oliveira – Psicólogo
José Novo - Militar
Lisete Fradique Ribeiro - Enfermeira  e Professora
Luís Caldas - Enfermeiro
Luísa d’Espiney - Professora de Enfermagem
Manuel João Farias Quintela - Enfermeiro
Manuel Lopes - Enfermeiro e Docente Universitário na Universidade de Évora
Manuela Silva - Médica
Marcelo Teixeira - Editor
Márcia Silva - Enfermeira
Margarida Filipe - Enfermeira Diretora da ULSM
Margarida Gil - Cineasta
Maria Augusta Sousa - Enfermeira
Maria da Conceição Martins - Enfermeira
Maria da Conceição Santos - Técnica da Segurança Social
Maria do Céu Monge – Enfermeira
Maria Graça Machado - Enfermeira
Maria Graça Neves Carneiro - Enfermeira e Professora
Maria José Maia Dias Pinheiro - Enfermeira
Maria Margarida Mota Guedes - Enfermeira e Professora
Maria Teresa Rebelo - Enfermeira e Professora
Mário André Macedo - Enfermeiro
Mário Durval - Médico de Saúde Pública
Mário Jorge Neves - Médico
Marta Lima Basto - Enfermeira e  Investigadora
Mauro Rosa - Enfermeiro
Miguel Romão - Enfermeiro
Nelson Coimbra - Enfermeiro
Nuno Murcho - Enfermeiro
Nuno Saraiva - Ilustrador
Olga Maria Ordaz Ferreira - Enfermeira e Professora
Orlanda da Encarnação Silva - Enfermeira
Otília Teixeira Fernandes - Enfermeira e Professora
Patrícia Gomes - Enfermeira
Patrícia Teixeira - Enfermeira
Paulo Fidalgo - Médico de Gastroenterologia
Pezarat Correia - Militar
Pilar del Rio - Jornalista
Raquel Bola - Enfermeira
Raquel Freire - Cineasta
Raquel Varela - Historiadora e Investigadora  
Regina Ribeiro - Enfermeira
Rogério Gonçalves - Enfermeiro  
Rosane Ferreira - Enfermeira
Rui Carlos Bastos Santos - Enfermeiro
Sandra Cristina Henriques – Auxiliar de Ação Médica
Sandra Duarte Cardoso - Médica Veterinária
Sandra Monteiro - Jornalista
Sandy Severino - Enfermeira
São José Lapa - Atriz
Sérgio Moura Afonso - Ator
Sérgio Sousa - Enfermeiro
Sofia Crisóstomo - Farmacêutica
Tânia Russo - Médica
Teresa Gago - Médica Dentista
Teresa Marçal Novo - Enfermeira e Professora
Teresa Summaviele - Investigadora no i3S
Tiago Pereira - Enfermeiro
Timóteo Macedo -  Jornalista
Ulisses Garrido - Sociólogo
Vasco Ramos - Sociólogo e Investigador

 

Termos relacionados Sociedade
(...)