Está aqui

Em 2020, operadoras vão subir preços de alguns serviços

Numa altura em que os preços das telecomunicações têm gerado controvérsia, algumas operadoras, como a Meo e a Nos, anunciam que, a partir de janeiro de 2020, irão aumentar os tarifários dos seus serviços.

A partir de janeiro, algumas operadoras tornarão mais caros alguns serviços. A Meo e a Nos admitem um aumento de preços, enquanto a Nowo e a Vodafone não pretendem fazê-lo, de acordo com informação do Jornal de Negócios.

A Meo pretende fazer uma “atualização de preços em tarifários/pacotes de mensalidade, com efeitos a 1 de janeiro de 2020, de acordo com o previsto contratualmente”, havendo um aumento que será calculado com base no Índice de Preços do Consumidor, publicado anualmente pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), “no valor mínimo de 50 cêntimos, com IVA incluído”.

Na Nos, “os preços de alguns serviços serão atualizados, conforme previsto nas condições de serviço, em 1%, que corresponde à última taxa de inflação nacional anual publicada pelo INE”.

A Nowo e a Vodafone não pretendem aumentar os preços dos serviços.

Esta subida de preços por parte de algumas operadoras acontece depois de dois anos em que os preços praticamente não passaram por alterações. Em 2016, subiram duas vezes, devido a disputas pelo controlo dos conteúdos de televisões em futebol, entre a Meo e a Nos, que resultou numa fatura pesada no âmbito do acordo de partilha dos direitos televisivos.

Neste momento, Meo e Nos seguem, assim, a estratégia habitual de vários setores, ao fazerem um aumento anual dos serviços, tendo a taxa de inflação como referência.

Este anúncio de subida de preços surge numa altura de grande controvérsia a respeito das telecomunicações. A Apritel, associação que representa as operadoras, encomendou à Deloitte um estudo que conclui que Portugal tem os segundos preços mais baratos da Europa em relação ao poder de compra. Contudo, esta informação contradiz os números que todos os anos são apresentados pelo Eurostat.

O Eurostat afirma ainda que, em Portugal, os preços das comunicações são 20% mais elevados do que a média da União Europeia.

Termos relacionados Sociedade
(...)