Está aqui

Dia contra Homofobia e Transfobia assinalado em várias cidades

Esta quinta-feira realiza-se a 9ª marcha contra a homofobia e a transfobia em Coimbra, uma concentração em Viseu e “distribuição” de abraços grátis em várias cidades.
Cartaz da Marcha de Luta Contra a Homofobia e a Transfobia em Coimbra.

Para assinalar o Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia, várias organizações promovem ações públicas um pouco por todo o país.

Em destaque estará a 9ª Marcha Contra a Homofobia e Transfobia de Coimbra, com concentração marcada para as 17h no Jardim do Mosteiro de Santa Clara-a-Velha e partida com destino à Praça 8 de Maio. Os organizadores da Plataforma Anti Transfobia e Homofobia de Coimbra pretendem “marchar pela visibilidade e respeito da diversidade no que respeita à orientação sexual e à identidade de género”.

“Marchamos este ano, especialmente, pela defesa das pessoas trans e não-binárias, pelas suas livres decisões, pelo acesso efectivo aos cuidados de saúde, para quem decide tê-los, por um serviço médico livre de transfobia, por espaços públicos livres de transfobia”, sublinha a convocatória desta marcha.

Também em Viseu está convocada uma concentração para assinalar este Dia Internacional, organizado pelos coletivos Viseu Jovem pela Igualdade, Loja Europa Jovem Viseu e LGBTI VISEU. O ponto de encontro é na Rua Formosa a partir das 16h.

No Porto, os organizadores da Marcha do Orgulho LGBT também vão assinalar o dia, mas com um protesto contra o veto do Presidente da República à lei que permitia a mudança de género no Cartão do Cidadão às pessoas com idade entre os 16 e os 18 anos sem recurso a relatório médico. A concentração é na Praça D. João I a partir das 18h30.

A Rede ex aequo — associação de jovens lésbicas, gays, bissexuais, trans, intersexo e apoiantes — vai marcar este dia com uma ação simultânea às 16h em Lisboa (Largo Camões), Porto (Rua de Santa Catarina), Coimbra (Rua Ferreira Borges) e Funchal (Praça do Município). Trata-se de uma “distribuição de abraços grátis” que vai contar com responsáveis políticos, como a Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, e também vários artistas.

No Funchal, para além da iniciativa dos "abraços grátis", a que o Bloco de Esquerda/Madeira também se associou, a autarquia e a rede ex aequo vão celebrar a data com a assinatura de um acordo, seguida do hastear da bandeira LGBTI nos Paços do Concelho. Para além de outras atividades, o documentário “R.I.P 2 My Youth” terá sessão dupla na Assembleia Municipal às 11h e às 15h.

Termos relacionados Sociedade
(...)