Está aqui

Devem ser apuradas todas as responsabilidades sobre o caso de Tancos

Reagindo à demissão de Rovisco Duarte de Chefe do Estado-Maior do Exército, o deputado bloquista João Vasconcelos frisou a necessidade de garantir que o "processo vá até ao fim" e "que se apurem todas as responsabilidades" sobre o caso do roubo das armas de Tancos.
Foto de Paulo Novais, Lusa.

Segundo assinalaram fontes militares à agência Lusa, o general Rovisco Duarte justificou o pedido de demissão do cargo de Chefe do Estado-Maior do Exército referindo que "circunstâncias políticas assim o exigiram".

"O Bloco de Esquerda regista a demissão do Chefe do Estado-Maior do Exército. E continuaremos a exigir é que o processo vá até ao fim, que se apurem todas as responsabilidades, com as consequências inevitáveis dessas mesmas responsabilidades, e é isso que estamos à espera", destacou o deputado do Bloco de Esquerda João Vasconcelos.

Em declarações aos jornalistas no Parlamento, João Vasconcelos acrescentou que o Bloco continua "a considerar que o que se passou em Tancos foi um ato muito grave e que revela uma das falhas das funções sociais do Estado na questão da Defesa".

"Exigimos que se apurem todas as responsabilidades, mas temos é que garantir que o Ministério Público faça o seu trabalho, sem pressões de qualquer ordem, e o Bloco estará nessa ordem de ideias", garantiu.

Os bloquistas aguardam agora “mais esclarecimentos, mais desenvolvimentos sobre a matéria, até porque o processo prossegue os seus trâmites normais no âmbito do Ministério Público”.

Termos relacionados Política
(...)