Está aqui

CTT pretende deixar 48 municípios sem correios

A Anacom quer obrigar os CTT a terem uma estação de correios em cada município, ou pelo menos um posto com oferta equivalente.
Fotografia de Paulete Matos
Fotografia de Paulete Matos

Esta quinta-feira, a Anacom revelou que, em 2018, 33 concelhos ficaram sem estações de Correios. Os CTT afirmaram ainda em novembro que querem aumentar esse número para os 48.

Segundo a Anacom, isto significa que “15,6% do número total de concelhos, onde residem mais de 411 mil habitantes, ficarão sem uma estação de correios”. Com isto, e segundo João Cadete de Matos, presidente da Anacom, as populações ficam limitadas ao recurso a postos de correio.

Acabar com as estações e substituí-as por postos foi a razão pela, segundo a própria Anacom, se observou no último ano “uma situação de degradação na forma como o serviço postal está disponível para os utilizadores”, de acordo com o que disse o presidente da Anacom numa conferência de imprensa realizada esta quinta-feira.

Devido a várias interpelações que foram feitas por autarquias, comunidades intermunicipais e outras à Anacom, esta decidiu reforçar a disfalização para aferir as condições do serviço que estações e postos de correio prestavam. A Anacom decidiu que os CTT devem apresentar no prazo de 20 dias uma proposta que garanta que haja pelo menos uma estação ou posto de correios com características equivalentes em cada concelho.

Termos relacionados Sociedade
(...)