Está aqui

Coronavírus: OMS declara emergência de saúde pública global

Em conferência de imprensa, a Organização Mundial de Saúde anunciou que foi declarada emergência de saúde pública global devido ao coronavírus. Até ao momento, o vírus já matou perto de duas centenas de pessoas e atingiu 20 países. Itália confirmou esta quinta-feira os primeiros dois casos. Atualizado às 22h de 30.01.2020.

Em conferência de imprensa, o diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou que foi declarada emergência de saúde pública global devido ao coronavírus.

Ainda que o número de casos fora da China "seja pequeno, temos todos de agir em conjunto para conter o surto. Ainda não sabemos qual é o tipo de danos que este vírus pode fazer se chegar a um país com um serviço de saúde mais frágil”, explicou Tedros Adhanom Ghebreyesus.

O diretor-geral da OMS teceu elogios à forma como as autoridades chinesas têm tentado conter o surto: "Haveria muitos mais casos sem estas medidas, mesmo fora da China", vincou.

“A rapidez com que a China detetou o surto, isolou o vírus, sequenciou o genoma e partilhou a informação com a OMS é impressionante, tal como o compromisso da China com a transparência e na ajuda a outros países. A China está a definir uma nova fasquia para a resposta a surtos", acrescentou.

De acordo com Tedros Ghebreyesus, "a OMS não recomenda a restrição de viagens, as trocas comerciais e os movimentos [de pessoas] e opõe-se mesmo a todas as restrições de viagens".

“A única maneira de acabar com o surto é todos os países trabalharem em conjunto e colaborarem. É o momento da solidariedade não do estigma, de trabalhar com a ciência e não com rumores”, defendeu.

Para a OMS, a prioridade agora é "apoiar países com Serviços Nacionais de Saúde mais frágeis, acelerar produção de vacinas e combater desinformação”.

Uma emergência global de saúde pública é declarada quando existe “um acontecimento extraordinário(…) que constitui um risco para a saúde pública de outros Estados através da propagação internacional da doença”. Tal declaração aumenta os níveis de apoio internacional, reforça a segurança e iniciativas diplomáticas e garante mais dinheiro disponível para apoiar as equipas de socorro.

Até ao momento, existiram cinco emergências globais de saúde pública declaradas pela OMS: a pandemia de gripe suína H1N1 de 2009, a declaração de 2014 após o reaparecimento do vírus selvagem da pólio, a epidemia do ébola na África Ocidental em 2014, a emergência do Zika em 2015-16 e, após muita discussão, o surto do ébola em 2018-19 na região congolesa de Kivu. 

Termos relacionados Internacional
(...)