Está aqui

Cordão Humano pelos direitos dos animais no Zoo de Lisboa

A associação ANIMAL promoveu na tarde de domingo um cordão humano para assinalar o dia Internacional dos Direitos dos Animais.  O Jardim Zoológico de Lisboa foi o local escolhido devido ao seu simbolismo.
Foto de MIGUEL A. LOPES/Agência Lusa

Ativistas pelos direitos dos animais vestiram-se hoje de negro e deram as mãos num cordão humano em frente ao Jardim Zoológico de Lisboa.

Para os organizadores da ação, o local escolhido era “simbólico”. Pretendia-se assim prestar “respeitos não só aos animais que são ali explorados, mas todos os outros de todas as outras espécies que não se encontram naquele espaço”. Portanto, tratava-se de defender “ todos os animais. Sem excepção. Sejam eles quais forem, se são explorados, estão incluídos na nossa acção.”

A ANIMAL apresenta-se como “uma organização não-governamental de defesa dos direitos fundamentais dos animais não-humanos fundada em 1994.”

Dedica-se a campanhas de educação e informação do público acerca dos animais não-humanos e ações de alerta e protesto, investigações especiais e denúncias públicas, trabalho de relações públicas e ações judiciais.

O dia Internacional do Direitos dos Animais assinala-se a 10 de dezembro mas a organização preferiu realizar a ação na véspera.

Termos relacionados Sociedade
(...)