Está aqui

Concessionária da Camel Active Shoes faliu, fábricas portuguesas sofrem consequências

Há faturas por liquidar e encomendas que foram canceladas de repente. Há muito que se fabricam sapatos da Camel Active em Portugal mas, devido à confidencialidade dos contratos, desconhece-se o número de fábricas que foram afetadas.
Fábrica de calçado em Santa Maria da Feira. Foto do Esquerda.net.
Fábrica de calçado em Santa Maria da Feira. Foto do Esquerda.net.

A empresa alemã HC Footwear, que integra o grupo Hamm Market Solutions e que detinha a licença comercial do calçado da marca Camel Active na Europa, anunciou a sua falência em maio passado. As ondas de choque estão a chegar agora à economia portuguesa.

O jornal online Eco noticiou esta sexta-feira que a indústria de calçado nacional, que fabrica para esta marca há décadas, viu encomendas serem canceladas e diz que se acumulam faturas por liquidar.

A dimensão do problema é difícil de contabilizar porque não se conhece a quantidade de marcas que estavam associadas à Camel Active. Paulo Gonçalves, o porta-voz da APICCAPS, a associação do patronato do calçado, concede que se trata de um cliente com peso e de “algo que foi inesperado” mas espera que esta falência “não crie muita mossa”.

O Eco falou também com responsáveis de várias das empresas com contratos com a HC Footwear que preferiram manter o anonimato. O administrador de uma fábrica de Guimarães explica que desde maio que foram informados que “aquilo estava com problemas”. A empresa tem dinheiro a receber de encomendas anteriores e tinha outras prontas para entrega e o seu responsável diz que “quanto menos barulho houver à volta disso, melhor para nós. Estamos a ultrapassar a dificuldades dia após dia, com o máximo de silêncio que é para não espantar a caça”.

A falência não afetará apenas as fábricas que têm encomendas da marca mas o resto da cadeia produtiva com muitos dos fabricantes a tentar cancelar os materiais que já estavam encomendados para a fazer a coleção outono/inverno.

Esta licença da Camel Active para a Europa, África e Médio Oriente era uma subconcessão. O proprietário da licença principal é outro grupo alemão, a Bültel, que anunciou já estar à procura de uma nova parceria. Se tal for concretizado, a empresa relançará a marca com a coleção outono/inverno 2023-24.

Termos relacionados Sociedade
(...)