Está aqui

Complemento de pensão traz “justiça para os lesados de Pedro Mota Soares”

O Bloco de Esquerda está a negociar com o governo a criação de um complemento de pensão que retire da miséria os pensionistas com carreiras longas e que no fim do subsídio de desemprego foram empurrados para a reforma antecipada, sofrendo os cortes do anterior governo.
Foto Paulete Matos.

O líder parlamentar do Bloco diz estar “bem encaminhada” a proposta que tem vindo a ser negociada com o governo para acudir aos “lesados de Pedro Mota Soares" e que deverá ser aprovada no debate do Orçamento do Estado na especialidade. A proposta abrange as pessoas que “por motivos de absoluto desespero” foram confrontadas “entre ter um rendimento de miséria ou não ter rendimento algum” quando acabou o subsídio de desemprego, optando pela reforma antecipada com cortes que lhes reduziram a pensão a quase nada.

“Estas pessoas foram atiradas para um regime de miséria por parte de Pedro Mota Soares”, afirmou Pedro Filipe Soares aos jornalistas, dando o exemplo de “pessoas com um percurso contributivo de várias décadas, muitos com 40 anos de descontos, que ficaram com reformas de 200 ou 300 euros”.

A proposta do Bloco deverá aplicar-se a cerca de dez mil pensionistas e passa pela criação de “um complemento de pensão capaz de retirar pessoas que com uma carreira contributiva longa  estão num regime de miséria”.

“É uma justiça para os lesados de Pedro Mota Soares e é sobretudo o reconhecimento da dignidade que deve ter quem teve uma carreira contributiva longa e não pode ser duplamente penalizado: por um lado por ter caído numa situação de desemprego e por outro lado por ter de escolher entre a miséria ou uma pensão miserável”, explicou o líder parlamentar bloquista.

Por imposição legal, a medida não terá efeitos retroativos. Mas “se não podemos reparar na totalidade a maldade que Pedro Mota Soares, PSD e CDS fizeram a estas pessoas, podemos pelo menos acautelar que no futuro estas pessoas não estarão numa situação de miséria”, concluiu Pedro Filipe Soares.

Termos relacionados Política
Comentários (3)