Está aqui

Comboios urbanos do Porto e Coimbra em greve na quinta-feira

A paralisação de 23 de junho vai afetar também o serviço internacional entre Porto e Vigo. A CP prevê forte impacto em todos os serviços com origem ou destino no norte do país, Coimbra e Linha do Oeste.
Foto de Paulete Matos.

Depois de ter organizado a paralisação da semana passada que abrangeu trabalhadores a sul de Pombal e encerrou quase todas as bilheteiras da CP nessas regiões, o Sindicato Ferroviário da Revisão Comercial Itinerante (SFRCI) promove esta quinta-feira uma greve que irá abranger os trabalhadores a norte de Pombal. A reivindicação principal continua a ser o aumento de salários e a recusa da imposição de um acordo de empresa que consideram trazer "piores condições de trabalho".

Em nota à imprensa, a CP alerta os passageiros que no dia 23 de junho não se prevê a realização de comboios nos serviços Internacional Celta [Porto-Vigo], Urbanos do Porto e Urbanos de Coimbra. E também que "para o período entre as 0h do dia 23 e as 7 horas do dia 24 de junho, podem ocorrer perturbações muito significativas no dia 23 de junho, com forte impacto nos dias anterior e seguinte, em todos os serviços com origem e/ou destino no Norte de Portugal, Coimbra e Linha do Oeste".

Os serviços mínimos decretados pelo Tribunal Arbitral do Conselho Económico e Social abrangem vários comboios urbanos com partida do Porto-São Bento na manhã de sexta-feira dia 24. A CP diz aos clientes que já tenham adquirido bilhete para viajar em comboios dos serviços Alfa Pendular, Intercidades, Interregional e Regional que "será permitido o reembolso no valor total do bilhete adquirido, ou a sua revalidação gratuita, para outro comboio da mesma categoria e na mesma classe".

Termos relacionados Sociedade
(...)