Está aqui

Climáximo organiza IV Encontro Nacional para a Justiça Climática

O encontro realiza-se a 15 e 16 de março em Lisboa e conta com a participação de ativistas internacionais, como a militante indígena Daiara Tukano.
Daiara Tukano, ativista indígena do Brasil. Foto publicada na sua página de Facebook.

O IV Encontro Nacional para a Justiça Climática vai decorrer a 15 e 16 de março na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. Para o dia 15 está convocada uma greve estudantil internacional pela justiça climática, que exige aos governos que tomem ações imediatas para limitar o aumento da temperatura global a 1.5ºC em relação aos níveis pré-industriais.

Neste encontro organizado pela Climáximo, estará presente a ativista indígena brasileira Daiara Tukano, membros do coletivo Enge Gelände, da rede Stay Grounded e dos Ecologistas en Acción.

No programa do encontro incluem-se discussões sobre vários exemplos de lutas ambientais em vários pontos do mundo, como a do movimento Extinction Rebellion, a par de “propostas de soluções para a atual crise ecológica e mobilização para novas formas de luta, como o acampamento de acção Camp-in-Gás”, que a Climáximo organiza este verão.

Segundo os organizadores, o encontro incluirá “sessões públicas acerca de vários temas com relação direta com as Alterações Climáticas, bem como reuniões de trabalho e uma festa de beneficência a favor da Plataforma Algarve Livre de Petróleo”.

Termos relacionados Ambiente
(...)