Está aqui

China: milhares protestam em Henan no Ano Novo

Milhares de pessoas mobilizam-se contra o colapso dos esquemas de investimentos ilegais tolerados pelo governo do Partido Comunista.
Muitos dos empreendedores charlatães já tinham fugido de Anyang semanas atrás.

O ano novo começou na China com milhares de manifestantes em Anyang, província de Henan, na área central da China, concentrando-se, no domingo, em frente a uma estação de comboio da cidade.

Os manifestantes estavam furiosos com o colapso dos esquemas de investimentos ilegais tolerados pelo governo do Partido Comunista. Os promotores desses investimentos prometiam um rendimento bem maior que as aplicações bancárias. Segundo eles, derivados de aplicações entre as quais a especulação imobiliária. Muitos desses empreendedores charlatães já tinham fugido de Anyang semanas atrás.

A questão dos esquemas de investimentos ilegais não é uma exclusividade de Anyang, e, agora, com a desaceleração económica a atingir a segunda economia mundial, é de se esperar que novos “empresários” fujam em disparada e novas mobilizações ocorram.

A China vive um processo revolucionário de grande envergadura e os acontecimentos de Henan, no primeiro dia do ano, nada mais são que a continuidade dos protestos que começaram a espalhar-se ultimamente.

Artigos relacionados: 

Sobre o/a autor(a)

Termos relacionados Internacional
(...)