Está aqui

Canil do Marco de Canaveses está sobrelotado e sem veterinário

Com 200 cães acolhidos, o Centro de Recolha Oficial Animal está sem veterinário há um ano e regista o segundo valor mais elevado de eutanásias do país, realizadas em regime de outsourcing.
Cães num Canil. Fotografia por Robert van Rijn/Flickr
Cães num Canil. Fotografia por Robert van Rijn/Flickr

Desde o início de 2021, o Centro de Recolha Oficial Animal (CROA) de Marco de Canaveses realizou já 122 eutanásias de cães, o valor mais alto na região Norte bem como o segundo mais elevado do país.

O CROA Marco (antigo canil municipal) está inserido no Centro de Bem Estar Animal (CBEA), inaugurado em julho de 2017 na freguesia de Vila Boa do Bispo. Com uma lotação máxima de 160 animais, praticamente desde a inauguração que está sobrelotado. Atualmente, as boxes dão abrigo "a mais de 200" canídeos, 80 dos quais estão por esterilizar.

O veterinário municipal que fazia as esterilizações do CROA está há mais de um ano de baixa médica e o serviço esteve, até há pouco tempo, reduzido à disponibilidade do veterinário municipal do concelho de Penafiel por decisão da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) - entidade competente pela gestão dos recursos clínicos.

Em declarações ao Jornal de Notícias, a autarquia explica que, "tendo em conta a nova filosofia do CROA, foi reforçado o serviço desde maio de 2021, com mais uma médica veterinária, a tempo inteiro", em regime de prestação de serviços.

No entanto, a nova veterinária recusa fazer esterilização no CROA do Marco por falta de condições técnicas. A Câmara Municipal não desmente a recusa da veterinária e justifica que "contratou o serviço de esterilização de animais em colaboração com clínicas locais para fazer face ao elevado número de animais recolhidos e disponibilizados para adoção, com claros reflexos no aumento do número de adoções e na satisfação das famílias adotantes".

Termos relacionados Sociedade
(...)