Está aqui

Bloco quer que Governo esclareça mudanças nos transportes públicos

Francisco Louçã encontrou-se com trabalhadores de um dos maiores centros comerciais de Lisboa à saída do trabalho. Se o Governo avançar com o ataque aos transportes noturnos, "milhares de pessoas deixam de ter transporte para voltar para casa".
Se o metro fechar mais cedo, como propõe o grupo de trabalho que o Governo nomeou, milhares de trabalhadores deixam de poder voltar para casa de transporte público. Foto Paulete Matos


"O ministro não pode criar um tabu sobre o relatório que pediu ao grupo de trabalho. Cada dia aparece uma ideia diferente e é uma confusão absoluta. Deve esclarecer de vez como vão funcionar os transportes públicos da cidade", defendeu o coordenador bloquista.

Uma delegação do Bloco encontrou-se na noite de terça-feira com os trabalhadores que saíam do centro comercial Vasco da Gama após as 23h e que estão ameaçados de ficar sem transporte público, caso avance a proposta do grupo de trabalho de fechar o metropolitano às 23h e acabar a rede noturna da Carris.

Nesta ação de contacto com trabalhadores, os bloquistas ouviram as queixas e a preocupação dos funcionários daquele centro comercial sobre o futuro da sua mobilidade se o plano entregue ao Governo for por diante.

Francisco Louçã disse ainda que se a reformulação dos transportes consistir na supressão de carreiras e na redução do horário de funcionamento do Metropolitano de Lisboa, o Governo irá ter uma forte oposição do Bloco de Esquerda.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Política
(...)