Está aqui

Bloco organiza conferência sobre políticas municipais de cultura

A iniciativa, no dia 19 de março no Conservatório de Música do Porto, conta com a presença de Marcelo Expósito Pietro, deputado eleito pelo En Comú Podem no parlamento espanhol.
Conferência sobre políticas municipais de cultura

O Bloco organiza no próximo dia 19 de março, no Conservatório de Música do Porto, uma conferência sobre políticas municipais de cultura, com o objetivo de criar um espaço de debate público para construir proprostas para as eleições autárquicas. Partilha o evento de facebook.

Com o nome "Viver a Cidade/O que fazer com a cultura?", a conferência irá ter três momentos de discussão: duas mesas de trabalho - de manhã, sobre Bibliotecas, Arquivos e Museus com Luís Monteiro, Ada Pereira da Silva e Maria José Vitorino; e, após o almoço, uma mesa sobre os Apoios às Artes, com Pedro Rodrigues, Jorge Campos e António Capelo -, e uma conversa entre João Teixeira Lopes, Rui Matoso e Marcelo Expósito Pietro, deputado eleito pelo En Comú Podem, artista e ativista que fez parte da candidatura que elegeu Ada Colau em Barcelona.

A conferência termina com intervenções de Catarina Martins, João Semedo e Marcelo Expósito.



Caderno Autárquico de Cultura

A conferência será acompanhada de propostas de texto programáticos que, serão também sujeitos a debate neste dia e que, poderão servir de base de apoio para as candidaturas autárquicas do bloco construírem os programas de candidatura nos respetivos municípios. Todos os militantes poderão enviar textos de contributo para [email protected]

Marcelo Expósito Pietro é deputado eleito pelo En Comú Podem nas Cortes Gerais de Espanha, Terceiro Secretário do Congresso dos Deputados e membro da Direção Executiva do Barcelona en Comú, a plataforma cívica eleitoral que governa o município de Barcelona desde 2015. Nos últimos vinte anos tem desenvolvido ativismo nos movimentos sociais contra o neoliberalismo e pela democracia, como o movimento anti-globalização e o EuroMayDay. Colaborou em redes de militância e investigação na Europa e na América do Sul tais como a Universidad Nomada, a Red Conceptualismos del Sur e o Instituto Europeu de Políticas Culturais Progressistas (EIPCP). Artista e gestor cultural, escreve e publicou contributos relevantes nos debates sobre a relação entre vanguardas artísticas, o ativismo cultural e as práticas políticas, tais como: Modos de hacer. Arte crítico, esfera pública y acción directa (2001), Producción cultural y prácticas instituyentes (2008), Walter Benjamin, productivista (2013) e Conversación con Manuel Borja-Villel (2015).

Termos relacionados Cultura
(...)