Está aqui

Bloco não quer Miradouro de Santa Catarina fechado ao público

Esta quinta-feira, o Bloco apresentou em reunião de Câmara a moção “Pelo Direito ao Miradouro de Santa Catarina”. Para esta sexta, está marcado um debate sobre a vedação do miradouro.
Fotografia de Paulete Matos
Fotografia de Paulete Matos

O documento apresentado na Câmara foi aprovado com votos favoráveis de todos os partidos exceto o PS. Manuel Grilo, vereador do Bloco, pediu à Câmara que ponderasse não encerrar o miradouro e que retrocedesse na decisão de pôr uma vedação permanente a toda a volta do espaço.

Em agosto, já tinha sido criado no Facebook o grupo “Make Adamastor Public Again” em resposta à iniciativa da autarquia, que vedou o espaço para fazer uma intervenção de requalificação. O receio é que a medida venha a servir para diminuir o acesso ao espaço.

A recomendação do Bloco apela ainda a que o município não entregue a concessão do Miradouro de Santa Catarina sem “acautelar” que a transmissão da posição cautelar a outras entidades possa apenas ser realizada após autorização prévia por parte da Câmara Municipal de Lisboa.

O documento ainda sublinha a matriz intercultural do espaço e a importância de que esteja aberto a todos os visitantes de Lisboa.

Já na Assembleia Municipal de Lisboa, o deputado Tiago Ivo Cruz apresentara a posição do Bloco sobre o assunto:

Esta sexta-feira, pelas 18 horas, no miradouro, o Bloco promove um debate intitulado “O Adamastor é de todos: por uma cidade sem muros”, que contará com intervenções deVanessa Rato – jornalista, António Brito Guterres - investigador em estudos urbanos e André Soares - Bloco de Esquerda, Misericórdia.

Termos relacionados Política
(...)