Está aqui

Bloco foi o único com contas “limpas” nas três campanhas eleitorais de 2019

O resultado da fiscalização da Entidade das Contas e Financiamentos Políticos às contas partidárias nas legislativas, europeias e regionais de 2019 confirmam que o Bloco de Esquerda é também o único partido sem irregularidades em eleições sucessivas. CDS e Chega são os mais incumpridores.
Almoço de campanha nas legislativas de 2019.
Almoço de campanha nas legislativas de 2019. Foto Paula Nunes.

Já são públicos os resultados da fiscalização às contas dos partidos nas campanhas eleitorais de 2019, ano em que se realizaram eleições legislativas, europeias e regionais na Madeira. Segundo a Entidade das Contas e Financiamentos Políticos, o Bloco de Esquerda é o único partido a apresentar contas sem irregularidades nas três eleições daquele ano, seguindo o exemplo das eleições anteriores.

Entre os partidos com assento parlamentar, o PSD conseguiu pela primeira vez não ver apontada nenhuma irregularidade nas contas das campanhas eleitorais das legislativas e europeias, mas não aconteceu o mesmo nas regionais. Igual feito, mas apenas numa das três eleições, foi alcançado pelo PAN, CDU, IL e PS.

No pólo oposto encontram-se o CDS e o Chega, que fazem o pleno das irregularidades nas contas em todas as eleições. No total, ao CDS são apontadas 19 violações das regras de financiamento e ao Chega 12.

Termos relacionados Política
(...)