Está aqui

Biden eleito Presidente dos EUA

Segundo os principais canais televisivos norte-americanos, Joe Biden terá ganho as eleições presidenciais. Para Catarina Martins, a derrota de Donald Trump é um sinal de que "o ódio não ganhou". Veja aqui o dossier EUA: presidenciais de alta tensão num país em crise.
Joe Biden. Foto de JIM LO SCALZO/EPA/Lusa.
Joe Biden, Foto de Jim Lo Scalzo/EPA/Lusa.

Segundo os principais canais televisivos norte-americanos,  Joe Biden terá ganho as eleições presidenciais.  Atribuem-se-lhe agora como seguros os 20 votos da Pensilvânia no Colégio Eleitoral, passando com estes votos a liderar a corrida com 273 a 214, sendo que a maioria é obtida aos 270.

Também na Georgia e no Nevada continua à frente de Trump por escassa margem mas que cresceu ligeiramente. Se confirmar a vitória num destes dois estado terá ainda mais 16 e 6 grandes eleitores respetivamente. Sendo que a Associated Press dá, à hora a que esta notícia foi corrigida, a vantagem de

Biden no Nevada como insuperável: com 88% da contagem o candidato vencedor tem 49,9% dos votos, o presidente derrotado tem 47,9%.

A história destas eleições pode não se ficar por aqui. Face aos resultados renhidos, o estado da Georgia já anunciou uma recontagem. Dados os resultados agora conhecidos, Biden nem sequer precisa desta vitória.

Mas os advogados de Trump prometeram ainda inúmeras batalhas judiciais para contestar as eleições nos estados mais disputados e, nas suas declarações, o candidato agora derrotado tem falado sempre em "fraude" eleitoral, apesar de não ter apresentado provas. Este insiste que quer levar as eleições até ao Supremo Tribunal onde pensa que a maioria conservadora de juízes poderá derrubar a vontade expressa da maioria dos eleitores.

Na sua conta de Twitter, o candidato vencedor reagiu a dizer que está "honrado" por ter sido escolhido para "liderar o nosso grande país", prometendo trabalho duro e ser "um presidente para todos os americanos".

Também através das redes sociais, Catarina Martins reagiu à notícia. A coordenadora do Bloco escreveu que "numas eleições muito participadas, com inúmeros riscos, o ódio não ganhou. E isso é uma boa notícia."

A candidata presidencial Marisa Matias reagiu igualmente de forma expressiva ao anúncio do resultado eleitoral que aponta o caminho a Trump.


Notícia corrigida para: incluir as declarações de Catarina Martins e Joe Biden e a publicação de Marisa Matias e acrescentar os dados do Nevada.

Termos relacionados Internacional
(...)