Está aqui

Beatriz eleita vereadora em Lisboa

Resultado final deu a presidência à direita e uma maioria de vereadores à esquerda. Bloco conseguiu revalidar o seu mandato na Câmara Municipal de Lisboa e manter a bancada na Assembleia Municipal.
Beatriz Gomes Dias.
Beatriz Gomes Dias. Foto de Ana Mendes.

O resultado das eleições autárquicas em Lisboa deixou em suspenso quem assistia ao desenrolar da noite eleitoral. Com as projeções a darem um empate técnico, acabou por ser o candidato da direita, Carlos Moedas, a vencer o atual presidente da Câmara, Fernando Medina, por dois mil votos de diferença.

Numa eleição em que votaram menos 10 mil pessoas do que nas últimas autárquicas, o Bloco obteve cerca de 15 mil votos para a Câmara (6.21%), menos três mil do que há quatro anos, conseguindo o seu objetivo de revalidar o mandato na vereação.

Numa primeira reação ao seu resultado, Beatriz Gomes Dias sublinhou que esta foi "uma campanha feita com dedicação, com a convicção de construir uma cidade em comum, pela habitação, pelos transportes, pelo clima, pela igualdade plena, colocando as pessoas no centro" e agradeceu às pessoas que votaram nas listas do Bloco.

Na Assembleia Municipal, a diferença na votação foi semelhante, permitindo voltar a eleger quatro representantes. Nas Assembleias de Freguesia, a diferença de votação em relação a 2017 até foi menor - menos de dois mil votos - com o resultado a ditar a eleição de 21 representantes, menos um que no mandato anterior.

Com este resultado, para além da bloquista Beatriz Gomes Dias, a vereação será composta por sete representantes da coligação de direita, outros sete da coligação PS/Livre e dois da CDU.

Termos relacionados Autárquicas 2021, Política
(...)