Está aqui

Bayer/Monsanto enfrenta 8 mil processos nos EUA por causa do glifosato

A empresa reconhece o aumento do número de queixas em tribunal, contabilizado ainda antes da histórica condenação a pagar uma indemnização milionária ao jardineiro que contraiu cancro.
Foto Mike Mozart/Flickr

Segundo a agência Reuters, citando o administrador da Bayer Werner Baumann, “o número de queixosos tanto a nível estadual como federal era aproximadamente 8 mil no fim de julho”.

“O número poderá crescer ou diminuir nos próximos tempos, mas a nossa opinião é que este número não é indicador da qualidade das queixas apresentadas”, acrescentou o administrador da gigante agroquímica que viu o seu valor em bolsa cair 10% desde que a Monsanto foi condenada a pagar uma indemnização de 289 milhões de dólares a um jardineiro que contraiu cancro após utilização prolongada do herbicida com glifosato. A sentença de 10 de agosto condena a empresa por não ter informado o utilizador do risco de cancro associado ao produto, um risco cuja existência a Bayer/Monsanto continua a negar.

A empresa vai apresentar as suas contas do segundo trimestre no dia 5 de setembro, onde deve incluir provisões para despesas legais. O responsável financeiro, Wolfgang Nickl, afirma que por enquanto não constituirão provisões para acautelar futuros prejuízos com a perda de mais ações em tribunal. A Bayer/Monsanto recorreu da histórica decisão do tribunal californiano.

(...)