Está aqui

Bayer e Basf condenadas a indemnizar agricultor em 265 milhões de dólares

Um produtor de pêssegos do Missouri, nos Estados Unidos, responsabilizou as empresas fabricantes de herbicidas à base de dicamba pela destruição das suas colheitas. Ganhou o caso. As empresas foram obrigadas ao pagamento de 265 milhões de dólares. É o primeiro de mais 140 processos semelhantes.
Cartaz de aviso sobre pesticidas.
Cartaz de aviso sobre pesticidas. Foto de Austin Valley/Flickr.

Duas das gigantes dos agrotóxicos foram condenadas este sábado no Tribunal Federal de Cape Giradeau a pagar uma indemnização de 265 milhões de dólares. Bayer e Basf foram consideradas culpadas pelo facto dos seus herbicidas terem destruído as colheitas de pêssegos de Bill Bader, um grande produtor agrícola do Missouri, nos Estados Unidos da América.

Bader tem uma exploração de cerca de quatro quilómetros quadrados e alegou que as suas plantações de pêssegos foram afetadas devido a herbicidas provenientes de outras explorações das imediações, produtoras de soja e algodão.

A sentença obriga ao pagamento de 15 milhões de dólares como medida de compensação pelos danos causados e mais 250 milhões como punição. As empresas declararam que vão recorrer.

Estas empresas enfrentarão mais de 140 processos do mesmo tipo. Os agricultores que colocaram estes casos em tribunal alegam que os herbicidas à base de dicamba circulam vários quilómetros para além das áreas nas quais são pulverizados. As culturas que não estão preparadas para serem resistentes são dizimadas.

Termos relacionados Ambiente
(...)