Está aqui

Atletas norueguesas multadas por substituírem biquínis por calções

Comité Disciplinar da Federação Europeia de Andebol aplicou multa de 1500 euros por “vestiário impróprio”. Federação de Andebol da Noruega apoiou as atletas, apelando à mudança das regras e do equipamento.
Foto publicada no Instagram da Federação de Andebol da Noruega.

As atletas da Noruega usaram calções no jogo pela medalha de bronze contra a Espanha, no Campeonato Europeu de Andebol de Praia em Varna, na Bulgária, no domingo. Logo no dia seguinte, o Comité Disciplinar da Federação Europeia de Andebol aplicou uma multa de 150 euros a cada jogadora (1.500 euros no total) por violarem os regulamentos da Federação Internacional de Andebol, que exigem que as atletas usem “um sutiã de desporto justo” e “partes de baixo de biquíni”, que “não devem ter mais de dez centímetros de lado”.

Kare Geir Lio, a responsável pela Federação de Andebol da Noruega, garantiu que a federação pagará a multa e manifestou o seu apoio às atletas. “Estamos muito orgulhosos destas jovens que durante os Campeonatos Europeus levantaram a voz e anunciaram que já chega”, escreveu a federação norueguesa.

Também o ministro da cultura da Noruega, Abid Raja, descreveu a multa como "completamente ridícula". "Que mudança de atitude é necessária no machista e conservador mundo internacional do desporto?", afirmou no Twitter.

Termos relacionados Internacional
(...)