Está aqui

Aplicação ajuda palestinianos a evitar bloqueios e colonos israelitas

O Doroob Navigator  foi desenvolvida por palestinianos para palestinianos. Inspirado em aplicações como o Google Maps e o Waze, tem como objetivo ajudar os condutores da Palestina a evitar e a contornar os bloqueios de estrada e controlos israelitas.

A aplicação foi lançada em junho de 2019 e junta informações sobre as atividades das forças de segurança de Israel, sendo esta a novidade em relação a qualquer outra aplicação. Em apenas dois meses, já tem 200 mil utilizadores.

Os mapas do navegador Daroob são ainda mais fidedignos do que quais quer outros. “Tivemos de desenhar os nosso mapas a partir do zero”, explica o CEO do Doroob Technologies, Mohammad Abdel Haleem, de 39 anos. A aplicação é financiada pela Ideal, uma empresa de software de automatização de transporte, igualmente presidida por Haleem.

Haleem, depois de se guiar pelo Google Maps, chegou a perder-se algures entre Belem e Ramallah, na Cisjordânia. O problema deve-se à especificidade da política e da região. “O muro, os postos de controlo, os colonatos... O software de mapas nunca poderia traduzir da complexidade aqui existente”, explica o CEO.

O algoritmo do navegador combina relatórios dos utilizadores com dados recolhidos pelos funcionários. O objetivo é ajudar os automobilistas a evitar os postos de controlo e barreiras de estrada que podem surgir do nada e criar filas (apesar de alguns bloqueios serem permanentes, podem surgir outros em qualquer lugar sem aviso). Ao mesmo tempo, ajuda-os a evitar os colonatos, onde os veículos palestinianos não podem entrar. Este ponto é importante, uma vez que outras aplicações podem dizer que a única forma de viajar entre cidades palestinianas é através de um colonato.

Termos relacionados Internacional
(...)