Está aqui

Alexandria, a jovem socialista que pode estar a caminho do Congresso dos E.U.A.

Ex membro da campanha de Bernie Sanders, Alexandria Ocasio-Cortez derrotou um nome pesado do partido com uma campanha contra a elite financeira e de defesa de uma real representação da classe trabalhadora e das minorias raciais no partido.
Alexandria, a jovem socialista que pode estar a caminho do Congresso dos E.U.A.
Alexandria concorreu com uma campanha contra os interesses da elite financeira e pela representação das pessoas de classe trabalhadora e não brancas num bairro com essas características. Foto de Alexandra Ocasio-Cortez/Facebook.

Alexandria Ocasio-Cortez, uma ativista latina de 28 anos e que no passado trabalhou na campanha de Bernie Sanders, foi eleita nas primárias do Partido Democrata em Queens (Nova Iorque, E.U.A.). A ativista de origem porto-riquenha derrotou Joe Crowley, aquele que era apontado como possível sucessor de Nancy Pelosi na liderança dos democratas no Congresso dos E.U.A.

Joe Crowley foi eleito dez vezes líder do Partido Democrata em Queens, sem nunca se ter deparado com grandes desafios internos. Tal cenário alterou-se com a chegada de Alexandria, que trouxe consigo a insatisfação sentida pelos membros do partido com a elite do Partido Democrata em Nova Iorque. Crowley investiu 3,3 milhões de dólares face aos 300 mil de Alexandria, tendo esta derrotado o político com 57,5% dos votos.

Na sua campanha, Alexandria associou Joe Crowley a Wall Street e aos interesses imobiliários que estão a fazer disparar os preços da habitação, recuperando alguns dos lemas de campanha de Bernie Sanders, nomeadamente o alargamento do sistema de saúde e uma escola pública para todos. Defendia também que estava na hora de um bairro com maioria não branca ser representado por alguém como ela: mulher da classe trabalhadora, de origem porto-riquenha do bairro de Bronx. Parte da sua campanha de comunicação baseou-se nisso e teve sucesso nas redes sociais online:

“Espero que mais candidatos como eu obtenham a vitória nas primárias e espero que nos consigamos focar em retirar o dinheiro da política e em defender a justiça social, económica e racial, bem como os direitos de todos os americanos de classe trabalhadora”, disse no dia a seguir à sua eleição.

Ocasio-Cortez foi uma das primeiras candidatas a defender o fim da Immigration and Customs Enforcement (ICE), a agência governamental recentemente responsável pela separação de crianças migrantes das suas famílias na fronteira entre os E.U.A. e o México. A ativista, membro dos Democratic Socialists of America, tem agora à sua frente uma provável eleição para o Congresso dos E.U.A., tornando-se assim na mulher mais jovem a ser eleita.

Termos relacionados Internacional
(...)