Está aqui

Adesão de 90% na greve dos trabalhadores dos Hospitais EPE

A greve dos trabalhadores dos Hospitais que são Entidades Públicas Empresariais arrancou ao início da madrugada desta sexta-feira com uma adesão de 90%. Os trabalhadores reivindicam progressão na carreira, a contagem de tempo de serviço e a admissão de mais profissionais.
Foto de Paulete Matos.

O primeiro balanço da greve dos trabalhadores dos hospitais que são Entidades Públicas Empresariais é bastante positivo. No seu arranque, no turno da noite, 90% dos trabalhadores paralisaram segundo a Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais.

A greve vai durar toda esta sexta-feira com o objetivo de lutar por progressões na carreira, pela contagem de tempo de serviço e pela admissão de mais profissionais.

Esta greve junta a Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções e Sociais da CGTP e o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública UGT. Atinge os hospitais que são Entidades Públicas Empresariais que são a maioria no Serviço Nacional de Saúde. Podem fazer greve todos os trabalhadores dos hospitais EPE. Contudo, desta feita as reivindicações apresentadas são as dos auxiliares e administrativos a que se destina sobretudo a convocatória.

Termos relacionados Sociedade
(...)