Está aqui

Açores: Bloco quer ouvir responsáveis da Provise sobre salários em atraso

O Bloco dos Açores quer ouvir no parlamento regional várias entidades ligadas à Provise, empresa cujos trabalhadores têm tido “salários em atraso de forma sistemática”.
Fotografia: provise.pt
Fotografia: provise.pt

“Tendo em conta a situação insustentável vivida pelos trabalhadores da empresa Provise, que têm salários em atraso de forma sistemática, o BE vai propor que a inspetora regional do Trabalho, o sindicato que representa estes trabalhadores, e o presidente do conselho de administração da Provise sejam ouvidos no parlamento”, pode ler-se num comunicado do Bloco enviado à comunicação social.

O partido pretende “facilitar o diálogo entre as partes envolvidas, conhecer a ação da Inspeção Regional do Trabalho e as futuras diligências a efetuar no sentido de dar solução à situação vivida pelos trabalhadores desta empresa”, de acordo com o requerimento enviado esta quarta-feira pelos deputados do Bloco à presidente da comissão parlamentar de Assuntos Parlamentares, Ambiente e Trabalho.

O partido denuncia a “ausência total de diálogo entre os responsáveis da empresa Provise e os representantes dos trabalhadores”.

Os salários já fizeram com que pelo menos 40 trabalhadores da ilha de São Miguel tenham rescindido o contrato de trabalho por justa causa.

A empresa está sediada nos Açores, tendo cerca de 500 trabalhadores na região, para além de mais 30 na Madeira.

Termos relacionados Política
(...)