Está aqui

52 deputados franceses denunciam repressão do governo espanhol contra Catalunha

Os parlamentares expressam a sua preocupação e desaprovação face à violação das liberdades fundamentais e o exercício da democracia na Catalunha e exigem o fim da tensão e das medidas arbitrárias que afetam os representantes eleitos pelo sufrágio universal.

O esquerda.net transcreve, na íntegra, a carta dos 52 deputados franceses, divulgada pelo Le Journal du Dimanche:

Após vários meses, a situação dos líderes políticos catalães mantém-se. Sabemos que a controvérsia reside no estatuto da Catalunha e no futuro da Espanha, temos em conta a solenidade das questões e a nossa intenção não é interferir nesse debate. Por isso, esperamos até o prazo das eleições para nos expressarmos. Hoje, queremos simplesmente expressar a nossa preocupação e desaprovação pelo que nos parece ser uma violação das liberdades fundamentais e o exercício da democracia.

Por causa das suas opiniões políticas e por terem organizado um referendo, políticos eleitos são presos, exilados e podem ser condenados a graves penas de prisão. O respeito às normas institucionais é uma coisa, mas consideramos que o debate político não pode ser decidido com repressão, ataques aos direitos das pessoas, como o de opinar. Assim como muitas vozes em Espanha e em outros lugares, exigimos o fim da tensão e das medidas arbitrárias que afetam os representantes eleitos pelo sufrágio universal.

Lista dos signatários:

Jean-Félix Acquaviva (LT, Haute-Corse), Sophie Auconie (UDI, Indre-et-Loire), Clémentine Autain (FI, Seine-Saint-Denis), Huguette Bello (GDR, La Réunion), Ugo Bernalicis (FI, Nord), Pascal Brindeau (UDI, Loir-et-Cher), Moetai Brotherson (GDR, Polynésie), Alain Bruneel (GDR, Nord), Marie-George Buffet (GDR, Seine-Saint-Denis), Michel Castellani (LT, Haute-Corse), André Chassaigne (GDR, Puy-de-Dôme), Jean-Michel Clément (LT, Vienne), Paul-André Colombani (LT, Corse-du-Sud), Éric Coquerel (FI, Seine-Saint-Denis), Alexis Corbière (FI, Seine-Saint-Denis), Pierre Dharréville (GDR, Bouches-du-Rhône), Jeanine Dubié (LT, Hautes-Pyrénées), Frédérique Dumas (LT, Hauts-de-Seine), Jean-Paul Dufrègne (GDR, Allier), Elsa Faucillon (GDR, Hauts-de-Seine), Caroline Fiat (FI, Meurthe-et-Moselle), M'jid El Guerrab (LT, Français établis hors de France), Régis Juanico (PS, Loire), Sébastien Jumel (GDR, Seine-Maritime), Manuéla Kéclard-Mondésir (GDR, Martinique), Bastien Lachaud (FI, Seine-Saint-Denis), Jean-Christophe Lagarde (UDI, Seine-Saint-Denis), François-Michel Lambert (LT, Bouches-du-Rhône), Michel Larive (FI, Ariège), Jean-Paul Lecoq (GDR, Seine-Maritime), Jean-Luc Mélenchon (FI, Bouches-du-Rhône), Paul Molac (LT, Morbihan), Jean-Philippe Nilor (GDR, Martinique), Danièle Obono (FI, Paris), Bertrand Pancher (LT, Meuse), Mathilde Panot (FI, Val-de-Marne), Stéphane Peu (GDR, Seine-Saint-Denis), Sylvia Pinel (LT, Tarn-et-Garonne), Loïc Prud'homme (FI, Gironde), François Pupponi (LT, Val-d'Oise), Adrien Quatennens (FI, Nord), Jean-Hugues Ratenon (FI, la Réunion), Muriel Ressiguier (FI, Hérault), Fabien Roussel (GDR, Nord), Sabine Rubin (FI, Seine-Saint-Denis), François Ruffin (FI, Somme), Maina Sage (UDI, Polynésie), Gabriel Serville (GDR, Guyane), Bénédicte Taurine (FI, Ariège), Philippe Vigier (LT, Eure-et-Loir), Hubert Wulfranc (GDR, Seine-Maritime), Michel Zumkeller (UDI, Territoire de Belfort).

 

Termos relacionados Internacional
(...)