Está aqui

50 anos do Maio de 68 assinalados com debates em Lisboa

No próximo sábado, dia 26 de maio, a Cultra organiza em parceria com a Associação José Afonso e a Rede Transform dois debates sobre as lutas de 68 e os debates estratégicos do Maio de 68 à atualidade.
Slogans do Maio de 68 atualizados este ano em Angoulême. Foto ActuaLitté/Flickr

Os debates terão lugar no Núcleo de Lisboa da Associação José Afonso (Rua de S. Bento, 170). Às 15h, no painel “As lutas de 68”, o historiador Fernando Rosas vai falar do Maio de 68 e Mamadou Ba intervém sobre sobre colonialismo, antirracismo e lutas pela liberação nacional.

A partir das 17h, no painel “Do Maio de 68 à atualidade: debates estratégicos”, Mafalda Escada intervém sobre Juventude, estudantes e luta política”, Judite Fernandes apresenta “Classe, género e sexualidade: intersecções estratégicas” e Tiago Gillot apresenta o tópico de debate dedicado aos “Partidos, movimentos sociais e disputa do poder”.

A organização deste evento pretende assinalar este “acontecimento político, social, cultural e estético de enorme importância no século XX e que deixou marcas e heranças profundas na esquerda, nos movimentos sociais, na história moderna e nas ideias políticas”.

“Talvez por isso, muita gente queira apagar o seu potencial emancipatório, transformando-o em “património da história”, como se as lutas de 68 (em França e fora dela) não nos interpelassem hoje, sempre que lutamos contra o autoritarismo, o neoliberalismo, o conservadorismo e a extrema-direita emergente”, acrescenta o texto de apresentação da iniciativa de 26 de maio.

Termos relacionados Cultura
(...)