Está aqui

20 anos depois, as tertúlias do Bloco regressam ao café Piolho

D. Januário Torgal Ferreira, Daniel Oliveira e Sara Barros Leitão discutem no dia 10 o “balanço e perspetivas da geringonça”. Seguem-se outros temas e convidados, sempre às terças-feiras às 21h30 no café Piolho, no Porto.
Programa
Programa das "Conversas de Café" no Piolho, sempre às terças-feiras às 21h30.

O dia 10 de setembro marca o regresso das tertúlias políticas organizadas pelo Bloco de Esquerda, sempre às terças-feiras às 21h30 ao café Piolho, no Porto, até ao início de outubro. Foi ali que tiveram lugar as “Conversas de Café” que marcaram a primeira campanha do Bloco na cidade para as legislativas de 1999.

“No Porto, Miguel Portas era cabeça de lista. O mandatário da candidatura era o jornalista, escritor e poeta Manuel António Pina. Para fugir ao modelo formatado dos “comícios” e das “sessões de esclarecimento”, o Miguel teve a ideia de recuperar a velha tradição das tertúlias e de abrir um espaço de discussão aberta e informal, à mesa do café, com pessoas cujos percursos, cruzando-se, não eram necessariamente coincidentes com os de quem promovia a conversa”, refere o deputado e candidato às próximas eleições pelo círculo do Porto, José Soeiro. Uma dessas tertúlias de 1999, intitulada “uma nova esquerda à conversa”, juntou o então candidato e o seu mandatário à ex-primeira-ministra Maria de Lourdes Pintasilgo.

Vinte anos depois, “voltamos ao Piolho com o mesmo espírito. Com memória mas sem nostalgia. Move-nos não a saudade, mas a vontade de continuar a aprender e a confrontar pontos de vista em formato aberto”, refere José Soeiro na apresentação da iniciativa.

Desta vez, o condutor das conversas será o ator e mandatário da candidatura do Bloco no Porto, Pedro Lamares. Elas arrancam já na próxima terça-feira, dia 10 de setembro, e o tema é “A geringonça: Balanço e Perspetivas”. Para o debater, estarão presentes o bispo emérito D. Januário Torgal Ferreira, o jornalista e comentador Daniel Oliveira, e a atriz e encenadora Sara Barros Leitão.
 
“Visto de perto, ninguém é normal" é o título da conversa de 17 de setembro, com o escritor Afonso Cruz, a professora e ativista surda Joana Cottim e o professor universitário Luís Fernandes. No dia 24 discute-se “Vida, morte e autodeterminação”, com Ana Maria Brito Jorge, professora e ativista do Movimento Cívico para a Despenalização da Morte Assistida, o médico e candidato bloquista Bruno Maia e o historiador Manuel Loff.

O ciclo de conversas encerra a 1 de outubro, sob o tema  “Direitos Humanos: questões incómodas” e com três convidadas: a professora e ativista anti-racista Beatriz Gomes Dias, candidata do Bloco em Lisboa; a atriz e ativista cigana Maria Gil; e a eurodeputada bloquista Marisa Matias.

Termos relacionados Legislativas 2019, Política
(...)