A Total, que tem como uma das principais acionistas a BlackRock, tem gozado de plena impunidade. No seu currículo constam reiterados atropelos aos direitos humanos, sociais e ambientais, e até mesmo cumplicidade em crimes contra a humanidade. Dossier organizado por Mariana Carneiro.

O filósofo Alain Deneault explica como a Total se tornou um poder, uma autoridade soberana que se distingue dos Estados, os domina e utiliza para atingir os seus próprios fins. Já o Collectif Ni Guerres Ni état de Guerre assinala que a Total e o imperialismo francês são uma fonte permanente de conflitos. Alexandre-Reza Kokabi e Aline Robert, da Reporterre, compilaram uma lista dos seis projetos mais climaticidas da Total .
Mariana Carneiro aborda o casos concreto de Cabo Delgado, Moçambique, para cuja população o gás da Total se transformou numa verdadeira maldição. Thomas Bart e Pauline Tetillon, da ONG Survie, falam-nos no megaprojeto petrolífero no Uganda e Tanzânia. Por sua vez, em entrevista ao Esquerda.net, Sophie Brondel, da Info Birmanie, denuncia que, em Myanmar, os militares têm cometido “os piores crimes que podemos imaginar contra o seu próprio povo” e que isso não impede a Total de financiar a Junta Militar.

Ler Mais

Novo recorde de horas extra na saúde

1 hora 4 minutos atrás

Em 2020, as horas extraordinárias no setor da saúde tinham batido todos os recordes. Este ano, voltam a registar-se os números mais elevados de sempre: até junho trabalhou-se no SNS quase tanto quanto de janeiro a outubro de 2020.

Artigos dossier

Gás da Total é "maldição" de Cabo Delgado

1 de Agosto 2021

Projeto multimilionário da Total contrasta com a pobreza extrema na província. O combate à insurgência tem uma prioridade: defender os negócios da multinacional, seja financiando as forças ruandesas do criminoso Kabandana ou contratando mercenários. Por Mariana Carneiro.

Porto Pim, no Faial: Bloco questiona Governo Regional 
Ambiente

Porto Pim, no Faial: Bloco questiona Governo Regional 

3 horas atrás

O grupo parlamentar do Bloco de Esquerda Açores questionou o Governo Regional sobre indícios de desequilíbrios ambientais em Porto Pim, na Ilha do Faial. No dia 26 de julho, a prática balnear foi interditada devido aos resultados das análises à água e à areia.

Ambiente

França multada em 10 milhões de euros por não combater poluição do ar

4 horas atrás

O Conselho de Estado do país concluiu que o governo de Macron não implementou medidas "suficientes" para melhorar a qualidade do ar. A multa, que configura um valor recorde, poderá ser renovada no início de 2022 caso se mantenha o incumprimento.

Cartaz da Marcha de Protesto em defesa de Montalegre. Foto do Facebook.
Ambiente

Agosto de luta contra as minas do Barroso

5 horas atrás

Uma marcha de tratores, caminhadas e um acampamento são algumas das iniciativas que vão ser promovidas pela plataforma “Não às minas”. Em causa está nomeadamente o projeto de exploração de volfrâmio na Borralha.

Opiniões

Que lutas levamos para as eleições autárquicas?

Em setembro, mais que nunca, precisamos de levar às eleições autárquicas a justiça social e climática e um projeto de um futuro digno para todos e todas.

Quando os viseenses que apoiaram Otelo foram agredidos por “jagunços” de direita

Não foi só por ser um símbolo do 25 de Abril que a direita ainda não parou de enlamear a memória de Otelo. Foi também porque foi símbolo do “25 de Abril do Povo” que acreditou no Poder Popular cantado por Zeca Afonso, José Mário Branco, Fausto, Sérgio Godinho e outros.

Por luto ou por demência

Só o facto de a morte de um capitão de Abril nunca ter merecido essa honra de Estado já deveria encher de luto o luto nacional.

Convocar a História

Centenário Seara Nova

21 Julho

Mais do que a revista fundada em 1921, a Seara Nova foi uma corrente de pensamento, um movimento cultural e um espaço político. É sobre esta intervenção intelectual em tempos sombrios, as suas ambiguidades e contradições, que decorre a conversa com António Rafael Amaro, moderada por Fernando Rosas e Luís Trindade. 

Alta Voz

A Covid sabe tudo sobre classes sociais

2 Agosto

Não somos iguais face à doença.  O especialista em epidemiologia social Pedro Gullón Tosio explica como funcionam as desigualdades na exposição e na vulnerabilidade no caso da pandemia num artigo lido por Cristina Gentil.

Podcast Cantos da Casa 350
Os Cantos da Casa

Rita Maria e Filipe Raposo n'Os Cantos da Casa

23 Julho

Homens do Sul ― Crónicas da flor da laranjeira, 2021.

Rita Maria & Filipe Raposo ― Live in Oslo, 2018.

Cantaril ― Por conta própria, 1985.

Paulo Tato Marinho ― Gaitas de fole em Portugal, 2017.

Cuca Roseta ― Meu, 2020.

Edição nº 350, de 23 de julho de 2021

Banco Santander Tota. Foto de Paulete Matos.
Entrevista

Despedimentos no Santander: depõem as vítimas de assédio laboral

11 de Julho 2021

O Santander Totta está a pressionar ilegitimamente e a assediar trabalhadores para impor o seu plano de despedimentos. Explicamos o que se passa e damos voz às vítimas deste processo.

Ricardo Vicente
Ambiente

“Nova PAC deve financiar transição ecológica para toda a produção agroflorestal”

11 de Julho 2021

Em plena discussão do Plano Estratégico nacional da Política Agrícola Comum, o deputado Ricardo Vicente diz ao Esquerda.net que o Governo quer continuar a política de privilégio aos grandes proprietários do sul em vez de mobilizar os fundos da PAC para desenvolver os territórios do interior com maior risco de incêndios.

Quatro e Vinte

Legalização da canábis no Parlamento: E agora?

20 Junho

Nesta edição do podcast Quatro e Vinte, o deputado bloquista Fabian Figueiredo faz o balanço do debate parlamentar e explica quais os próximos passos para se poder chegar à aprovação da legalização da canábis em Portugal.

Dossier

Dossier 333: Despedimentos na Altice

Na quarta-feira 21 de julho, os trabalhadores da Altice estiveram em greve contra o despedimento coletivo. A luta é pela sua dignidade e pelos seus direitos, e, no atual momento, é também a defesa dos direitos laborais e o combate à precariedade. É ainda uma batalha por uma empresa estratégica para o país.

Ler mais

O risco de giz: 7 días na Raia

visto na net

Divulgamos no esquerda.net um documentário sobre 7 dias de um lado e outro da fronteira entre a Galiza e Portugal. O canal de televisão galego Nos TV tem toda a sua programação em galego ou em português.

Agenda

5 Agosto

Entrada até às 17h30. Mais informações
Lisboa, Museu do Aljube Resistência e Liberdade, das 10h00 às 18h00.

Organização do Centro Português de Fotografia. Terça a sexta entre as 10h00 e as 18h00; sábados, domingos e feriados entre as 15h00 e as 19h00. Mais informações
Porto, Antiga Cadeia da Relação, à Cordoaria. 

Mais informações
Peniche, Museu Nacional Resistência e Liberdade, 14h00

Mais informações
Vila Nova de Famalicão, Parque da Devesa - Casa do Território, 14h30

De Kika Nicolela. Inserido na programação do 43º Citemor. Mais informações
Montemor-o-Velho, Junta de Freguesia, 19h00 às 22h00

19h30: Lula Pena; 21h00: Gator, the Alligator. Mais informações. Guimarães, jardim do Museu Alberto Sampaio, 19h30.

Uma produção Hotel Europa, inserida na programação do Festival Y#17. Mais informações
Castelo Branco, Auditório Cine-Teatro Avenida, 20h30

"Surpresa", de Paulo Patrício (Portugal, 2017, Animação, M/12, 8’); "A menina parada", de Joana Toste (Portugal, 2021, Animação, M/6, 9’), "A Razão entre dois volumes", de Catarina Sobral (Portugal, 2018, Animação, M/4, 8’); "Água mole", de Laura Gonçalves & Xá (Portugal, 2017, Animação, M/12, 9’); "Ride", de Paul Bush (Portugal, 2018, Animação, M/6, 6’); "O campo à beira mar", de André Ruivo (Portugal, 2015, Animação, M/6, 8’) e "Passeio de domingo", de José Miguel Ribeiro (Portugal, 2009, Animação, M/6, 20’). Mais informações
Braga, Teatro da Escola Sá de Miranda, 20h45

De Roberto Rossellini. Mais informações
Braga, GNRation, 21h30

Inserido na programação do 43º Citemor. Mais informações
Montemor-o-Velho, Teatro Esther de Carvalho, 22h30

Subscrever Newsletter