Está aqui

Mulheres Fotógrafas na Palestina

Penelope, fotografia de Raeda Saadeh (2010).
Dezembro 30, 2017

Os contos de fada evocados em True Tales, Fairy Tales, reenquadram a narrativa dos habitantes e dos territórios da Palestina histórica ocupada em 1948, por Israel. Numa inspiradora ironia que confunde realidade e ficção, é afinal a arte que denuncia a verdadeira história. Por Sofia Roque e Shahd Wadi.

Foto de Nidaa Badwan, da série “100 Days of Solitude”.
Dezembro 23, 2017

Quando o isolamento se torna o ponto de fuga para um horizonte maior e mais luminoso, contrariando todos os muros lá de fora, a contradição inscrita nessa experiência da arte revela o ridículo de todas as perseguições e restrições. Este é um dos sentidos dos seus “100 dias de solidão”. Por Sofia Roque.

“Amnah. Um conjunto de roupa de um bebé que nasceu morto, o único vestígio que a mãe tem do seu trágico parto, que teve lugar num checkpoint.” Foto de  Samar Hazboun.
Dezembro 16, 2017

Na série de fotografias intitulada Beyond Checkpoints, de Samar Hazboun, os rostos e os objetos contam histórias trágicas sobre o que é ser mulher e querer ser mãe, num território ocupado e militarizado. Muitas vezes, tantas vezes, a vida é mesmo impossível. Por Sofia Roque.

Hayat (à esquerda) ensina yoga às residentes da sua aldeia, Zataara, nos arredores de Bethelehem, na Cisjordânia. Foto de Tanya Habjouqa/ Panos Pictures.
Dezembro 9, 2017

Num tempo em que a paz no Médio Oriente sofre um novo revés, o premiado trabalho de Tanya Habjouqa, Occupied Pleasures, vê renovado o seu sentido de homenagem ao povo palestiniano que, apesar dos 50 anos de ocupação israelita, não se deixou vencer na sua humanidade. Por Sofia Roque.

Raparigas a jogar à bola, na cidade de Beit Lahiyah, no norte de Gaza. Foto de Monique Jacques.
Dezembro 2, 2017

Neste primeiro ciclo do tema arte&resistência, a fotografia e a Palestina são o pretexto para dar a conhecer cinco mulheres artistas, cuja obra é exemplo de uma conciliação emancipatória: a que reúne o poder da imagem e a experiência de um corpo que resiste num território ocupado. Por Sofia Roque.