Está aqui

Opinião

4 Novembro, 2009

Alguma diferença se pressente, desde que terminou o ciclo eleitoral, no jeito de estar de José Sócrates: menos arrogância e menos prepotência, mais candura e afabilidade. Anda quase que meigo. Nunca falou tanto em diálogo e em consenso. Nem parece o mesmo José Sócrates que durante os últimos quatro anos governou impondo reformas, irresponsáveis e insensíveis, como, por exemplo, as do sector da educação e da saúde, impostas contra tudo e contra todos. A questão é que estas metamorfoses, de estilo, mais não são do que transformações acessórias porque, no essencial, no conteúdo, parece que vem ai mais do mesmo.

31 Outubro, 2009

É suposto que as Olimpíadas modernas tenham dois objectivos: promover a paz em todo o mundo, através da competição não violenta que está acima da política, e exaltar os feitos atléticos. Sem dúvida que a maioria dos atletas entra na competição olímpica com o segundo objectivo em mente. Mas promover a paz parece ser quase a última coisa em que pensam os governos cujo apoio às estruturas atléticas nacionais sempre foi crucial para o sucesso dos seus participantes.

14 Outubro, 2009

O aumento de votos e mandatos foi pequeno, contrastando com os recentes resultados de europeias e legislativas. O Bloco sempre disse que não se podem comparar eleições, mas ainda assim esperou-se mais.

12 Outubro, 2009

O Irão está de volta à ribalta da diplomacia pública. O presidente Obama, junto com o primeiro-ministro Gordon Brown do Reino Unido e com o presidente Nicolas Sarkozy de França, realizou uma conferência de imprensa na qual pareceu dar ao Irão mais um ultimato: ou aceita as suas exigências, às quais chamou de exigências da "comunidade internacional", em Dezembro deste ano, ou enfrentará novas sanções. Obama disse que o Irão está "a quebrar as regras que todas as nações têm de seguir."

30 Setembro, 2009

Durante a campanha, Paulo Portas esteve no Barreiro e declarou a um jornal local que o CDS estava a disputar votos com o Bloco de Esquerda. Mencionou eleitores indecisos entre os dois partidos e dirigiu a essas pessoas o seu apelo: "apoiar as vítimas em vez dos criminosos", cortar o rendimento social de inserção e "devolver autoridade" aos professores.

29 Setembro, 2009

Os resultados das eleições parecem claros: uma queda do PS que perde 9% e a maioria absoluta, um colapso do principal partido da direita com uma subida da extrema-direita parlamentar, um reforço extraordinário do Bloco de Esquerda e também, em menor escala, da CDU. Mas estes resultados exigem uma leitura mais detalhada.

27 Setembro, 2009

Chegámos ao fim da campanha eleitoral. Apesar dos casos o Bloco não se distraiu e divulgou consistentemente o seu programa.

23 Setembro, 2009

Começo por uma declaração de interesses e por um agradecimento. Sendo como sou, deputado e membro da Comissão política do BE, estou reconhecido ao jornal I por esta oportunidade de poder explicitar o sentido do meu voto no próximo dia 27 com uma reflexão pessoal que pretende ir além do imediatismo da divulgação política, entrando, é certo que necessariamente algo à pressa, no campo do meu ofício de historiador.

15 Setembro, 2009

Um jornalista de um semanário líder de vendas publicou na semana passada uma lista daquilo que ele considera serem as propostas mais "disparatadas, deslocadas, utópicas ou difíceis de aplicar" dos programas dos partidos.

10 Setembro, 2009

A primeira diferença é sobre o combate à evasão fiscal. Para o PS, tudo está a correr bem. A maioria absoluta recusou a proposta do Bloco (inicialmente aprovada por todos os deputados do PS menos um) de levantamento do segredo bancário. E deixou tudo na mesma. Para o Bloco, só há duas formas de combater a evasão fiscal: a comparação entre os rendimentos declarados e os rendimentos registados no banco, e o registo de todas as transferências para offshores. Nenhuma delas está a ser aplicada, como devia.

Páginas

Autores