Está aqui

"Mulheres devem estar em casa"

A extrema-direita criticou o debate dos desafios demográficos com o argumento que nada funcionará enquanto as mulheres não voltarem a casa. É esse o problema para a extrema-direita: mulheres com acesso ao trabalho e à porta da rua são o verdadeiro problema.

Estou em debate plenário em Estrasburgo onde, a esta hora, se discute a coesão e os desafios demográficos. Pela frente ainda há dois debates sobre serviços financeiros de retalho e questões políticas actuais.

Agora mesmo, neste debate, a extrema-direita criticou o debate dos desafios demográficos com o argumento que nada funcionará enquanto as mulheres não voltarem a casa. É esse o problema para a extrema-direita: mulheres com acesso ao trabalho e à porta da rua são o verdadeiro problema.

Este homem polaco, o Korwin-Mikke, tem mulher, não sei se tem filhos e filhas, mas para ele é normal continuar a dizer que as mulheres, sendo menos inteligentes, devem ficar em casa a ter filhos. Não servem para mais nada. Foi para isso que nasceram.

Não é a igualdade de acesso, nem os direitos, nada disso. É sexismo puro e duro. É arrogância e é ofender mais do que meio mundo (sim, muito mais do que meio mundo pensa de maneira diferente).

Artigo publicado no facebook de Marisa Matias em 13/11/2017

Sobre o/a autor(a)

Eurodeputada, dirigente do Bloco de Esquerda, socióloga.

Adicionar novo comentário