Está aqui

“Portugal tem de deixar de esperar e assumir a necessidade de restruturar a dívida”